domingo, 8 de agosto de 2010

Pai

Eu não queria postar nada aqui... por que eu conheci pouco dele. Ele se foi quando era um pivete ainda. Sabia nada, nem dava tanta importância assim para as coisas. Mas na verdade sinto a falta dele. Sinto a falta de quando deitava na barriga dele e ficava lá abraçado com ele um tempão. Sinto falta de quando ele brigava comigo. Passava a mão na cabeça. Sinto falta das coisas que ele fazia, de ir no bar com ele... de ter o sorriso dele perto. Queria ele aqui comigo... com certeza seria uma pessoa bem melhor. Muitos falavam que ele era uma ótima pessoa. Conhecia muitas pessoas. Todos respeitavam ele.... ele era enorme. Forte, gigante mesmo.... caminhoneiro, imagina o tamanho do braço rsrsrs Droga, queria poder ter alguma coisa para contar... mas, não tenho nada. Sinto a falta dele... e nunca pude dizer que amava ele. Talvez seja a única coisa na minha vida que sempre vou me arrepender... queria voltar no tempo. Para poder dizer apenas que o amava.

Vc significou... significa muito para mim. E sempre por onde eu andar... vc estará ao meu lado...

... não disse quando pequeno. Mas digo agora... te amo pai! E nunca esquecerei disso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário