quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Moonshadow

Nunca um apelido foi tão bem pego como Moonshadow em minha vida.

Moonshadow é um conto de fadas para adultos! A infância geralmente é marcada por dois sentimentos distintos, a curiosidade e a pureza. Há, no entanto, uma outra faceta comum a todos nós, mas que poucos admitem possuir: a magia. Falar com um amigo invisível, viajar por universos desconhecidos, sonhar com aventuras fantásticas, viver grandes amores imaginários...

Esses momentos mágicos ficam guardados em lembranças secretas, quase proibidas.

Moonshadow resgata a essência de tudo isso. Os roteiros de J. M. DeMatteis nos conduzem, numa viagem calcada em preciosas referencias literárias, magnificamente retratadas nos desenhos de Jon J. Muth. Vale a pena ler...

Eu, quando comecei a usar o nome desse personagem, uns 10 anos atrás. Eu realmente sentia que era hora de mudar de uma fase triste da minha vida para algo melhor. E quando li essa história, me identifiquei na hora com o personagem principal. Eu quero as coisas certas, o justo sempre. Quero a inocência nas palavras de cada um... a sinceridade e a honra. E comecei a usar esse nome para nunca mais esquecer das coisas que realmente importam nas pessoas. Pensei que viveria sem perder a inocência. Que poderia ver lealdade e bondade sempre por onde passava. E o principal, amar da forma mais linda que poderia existir. Mas... nem tudo na vida é isso. E vejo que tudo que eu pensava estava errado...

Olhem o que sou. O que sou? Tudo que sou vale nesse mundo? Sou ultrapassado? Não sou mais o que as pessoas procuram? Caramba... eu fiz o mais certo possível na minha vida para ser uma pessoa com muitas qualidades e valores pessoais. E mesmo assim não posso ter meus sonhos realizados. Que merda de mundo que vivo! Me sinto totalmente perdido nele. Me sinto tão só. E pensar que achei o que realmente quero tanto nessa vida e não posso ter. O que importa o que sou agora?

Quero realmente acreditar que o que sou é grande. Mas não consigo. Me sinto tão inferior... tão insignificante. O que adianta tentar ter uma alma pura se não tem ao lado quem ama. A maioria das pessoas gostariam de ser como uma criança... para ter todos os valores que as crianças tem. Bem, eu mantive esses valores. A força de sonhar e ter esperança. A inocência e sinceridade. O amor puro... droga, eu fui Moonshadow nessa vida. Mas hoje, nesse exato momento dói acreditar nele. Não sou mais como na infância. Vi que a vida é cruél. Ela tira tudo que vc tem de bom... e hoje ela tirou o meu amor. Talvez nunca mais irei acreditar nisso novamente. Por que eu realmente amei essa pessoa que sempre disse aqui. E no lugar mais profundo da minha alma, eu sei que é ela o amor da minha vida. Mas não é como desejamos nunca...

E eu ainda a amo... e sempre a amarei...

... quero um milagre!

3 comentários:

  1. Todos tem um pouco de Moonshadow dentro de si. Só precisa respirar fundo e acreditar.

    ResponderExcluir
  2. muito bacana!

    Aqui é a moon feminina rsssss prazer

    ResponderExcluir
  3. Seja bem vinda Moon feminina. Prazer.

    ResponderExcluir