quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Age of X

AGE OF X



AGE OF X

A história começa em uma linha de tempo alternativa, onde os inimigos dos mutantes se organizaram muito antes do que em nosso tempo normal. Em virtude disso, os X-Men nunca existiram e os mutantes são uma raça ainda mais ameaçada de extinção, mas, devido a um acontecimento específico, os mutantes existentes nessa linha de tempo alternativa são obrigados a se unir e a enfrentar ameaças juntos pela primeira vez em sua história.

Mas, como os X-Men não se juntaram, cada mutante da realidade de Age of X teve que construir sua própria personalidade sem o papel dos outros em suas vidas. Assim, Ororo, por exemplo, nunca deixou de ser considerada uma deusa africana. Quando esses personagens se unem, as possibilidades para novas amizades e novos desentendimentos são infinitas. Mike Carey diz que Magneto e a Vampira (Revenant) terão papéis de destaque na história.

O Universo Marvel tbm sofrerá com essa realidade alternativa.

Segundo o escritor da série, Mike Carey, um verdadeiro clima de ódio anti-mutante que fugiu do controle e que tomou conta do globo neste cenário, lançou as pessoas em uma época de perseguição aos mutantes que muito lembra a Inquisição espanhola ou a caça aos comunistas na ditadura militar aqui no Brasil. “Vozes mais calmas clamam por uma trégua e por um debate mundial sobre os direitos humanos”, disse Carey ao site da Marvel. “Mas, no clima carregado daqueles tempos até mesmo expressar suas dúvidas sobre o extermínio de mutantes é se tornar motivo de suspeita e vigilância”, explicou.

É neste clima de paranoia que a “Primeira Família” da Marvel, o Quarteto Fantástico irá tombar em Age of X, pois Reed Richards é abertamente um opositor ao regime vigente e apoiador da bandeira contra a morte indiscriminada dos mutantes. E não são somente os membros do Quarteto que irão sofrer nesta minissérie, pois todo herói não-mutante terá que decidir se irá agir de acordo com este governo abusivo ou seguir sua consciência, opor-se aos líderes do país e tornarem-se párias. ”Para os Vingadores, que recebem apoio oficial e direto do governo, as tensões são particularmente dolorosas”, disse Carey.

Bem, podemos ver que será uma nova Age of Apocalipse. Só que desta vez os humanos se deram bem. Tbm podemos esquecer tudo sabiamos dos personagens já que o sonho de Xavier não se realizou. Esperando ansioso essa saga. Gosto dessas realidades alternativas da Marvel. Gostei de Age of Apocalipse e Dinasty M. Só não gosto da versão Ultimate.

O engraçado é que em Age of Apocalipse, era o vilão que reinava (Apocalipse). Em Dinasty M era os mutantes. E agora no Age X são os humanos.

Um comentário:

  1. Acredito que terá mudanças com essa realidade alternativa na Marvel. Não sei o que poderia, mas sempre teve mudanças, grande e pequenas. Em quase todas tinha um personagem que ligava a realidade 616 (atual na Marvel)com a criada. Na Age of Apocalipse tinhamos Bishop sendo o elo das duas realidades e acabou com vários personagens vindo para a realidade atual. Em Heroes Reborn tinha o Franklin Richards e Hulk como elo das realidades e fulminou com a vinda da Bucky. Em Dinasty M tinha a Feiticeira Escarlate como elo e acabou com a dizimação de quase toda a raça mutante como resultado. Vamos ver como será a Age X e o que ela trará de mudanças para o universo 616.

    ResponderExcluir