sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Michael Turner

Bem, vou falar aqui de um dos desenhistas que mais gostava. Ele realmente era uma fonte de inspiração para mim. Quando eu li sobre a morte dele, eu fiquei chocado. Sem reação, de verdade. Fiquei totalmente abalado. Tinha feito uma homenagem para ele na comunidade dele no orkut. No meu orkut e em outros lugares. É um daqueles que se foram deixando muitos orfãos do seu trabalho.

Michael Turner naceu em Crossvile, Tennessee, em 21 de abril de 1971. Ele era um estudante na Universidade de Tennessee, e graduou-International Performing Arts Academy. Pouco antes de se formar, mudou-se para Aspen, Colorado , então a San Diego, Califórnia  , onde ele ensinou artes marciais. Foi em San Diego que ele desenvolveu um interesse em quadrinhos.


Turner foi descoberto por Marc Silvestri em uma convenção, e contratado pela Silvestri's Top Cow Productions como desenhista. Inicialmente, ele fez ilustrações para títulos da Top Cow antes da co-criação de Witchblade. No verão de 1998, ele estreou o criador de Fathom, tendo também trabalhado em sua nova série Soulfire.
Assim como desenhista, procedeu a instrutor faixa vermelha de artes marciais , e era um ávido jogador de videogame. Em Março de 2000, Turner foi diagnosticado com condrossarcoma , uma tipo de câncer , no lado direito da pelve . Ele foi tratado na UCLA Medical Center, com a cirurgia em que ele perdeu um quadril, 40% de sua bacia, e três quilos de osso. A cirurgia foi seguido de nove meses de terapia de radiação.
Turner saiu da editora Top Cow no final de 2002 para fundar sua editora própria de revista, Aspen MLT Inc.(MLT onde fica a Michael Layne Turner), localizada em Santa Monica , com um estúdio em Marina del Rey, na Califórnia. A liberação dos quadrinhos de Aspen foi adiada por um longo processo judicial com a Top Cow Productions e também sobre os direitos de Fathom, e sobre os direitos aos títulos inéditos Soulfire (inicialmente chamado Dragonfly) e EKOS, tanto que Turner, que tinha começado o desenvolvimento delas antes de deixar Top Cow e antes do seu diagnóstico de câncer. Aspen e Top Cow resolveram o litígio fora do tribunal em 2003.

Em 2004, Turner contribuiu para vários títulos da DC Comics, incluindo Flash e Crise de Identidade. Ele também fez a arte e co-escreveu "Godfall" história arco que decorreu nos três principais títulos de Superman no início de 2004. Ele também ilustrou seis títulos de arco de história Supergirl em Superman/ Batman. Seu título da criação Soulfire também começou a publicação, em 2004, e Fathom voltou a ser publicado no mesmo ano também, embora desta vez pela Aspen MLT, em vez da Top Cow .

Em 06 de agosto de 2005, a Marvel Comics anunciou Michael Turner para um acordo de obra-de-aluguel para um projeto e seis covers. Este viria a ser, pelo menos uma variante de capas para a minissérie Guerra Civil e do Wolverine, na série Wolverin: Origins.  Além disso, Turner foi anunciado como o desenhista em  Ultimate Wolverine. 
Turner criou a adaptação de quadrinhos online para a série Heroes da NBC.

Turner morreu 27 junho de 2008 no Hospital Santa Monica, na Califórnia, de complicações decorrentes de câncer ósseo Ele é lembrado por sua mãe Grace Crick, seu irmão Jake Turner e sua noiva Kelly Carmichael em Fathom vol. 3, n°1, que foi publicado na quarta-feira, 6 de agosto de 2008, que apresentou uma homenagem a Turner na forma em uma página com uma fita estilizada azul no canto superior direito de sua capa, foi a primeira homenagem a ele, inclusive uma fotografia dele em sua prancheta. 

Esse ai vai deixar saudades demais!!!!

4 comentários:

  1. Oiee meu querido!!
    adorei o texto e ao mesmo tempo me senti mal, tenho algumas das obras dele e nem imagina a sua historia nem que tinha morrido... fiquei super chateada!!
    Com certeza teu texto me fez pensar sobre e vou procurar mais informações sobre pessoas tão geniais como ele.
    Como vc disse: Esse ai vai deixar saudades demais!!!!

    ResponderExcluir
  2. Tem pessoas que vão, e não deviam nunca ir. Adoro os trabalho que ele fazia.

    ResponderExcluir
  3. Um dos melhores de todos os tempos. Uma perda colossal. Na época de sua morte, postei algo na Wizard americana versão digital, de certa forma fiz parte daquele coro que lamentava a partida de um mestre. Triste mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Eu lembro que quando eu recebi a notícia eu fiquei muito triste de verdade. Você falou tudo. Era um mestre!

    ResponderExcluir