sábado, 26 de março de 2011

O desespero

O desespero me consome!
O que tem de errado em acreditar?
Me devore! Corte! Me faça sangrar!
Aperte meu coração.
Mas não fale que não dá certo sem tentar.

Me puna! Exclua! Anula!
Se não quer, me jogue na parede até quebrar.
Não faça isso comigo.
Estou aqui por te amar!
Me aceite.

Xingue! Revide! Me aniquile!
Me enforque nesse ar que respiro por vc.
Se não me deseja ao lado,
me apague com essa borracha que vc 
quer usar!


Olhe para mim, não diga ser errada
sem ao menos querer estar.

Me soque! Me chute! Me fure!
Quebre meu corpo por não querer degustar.
Vc acredita nisso, não vejo por que querer negar.
Vc é forte, tente. Tente novamente!
Mas não diga que não pode ficar.

Faça! Refaça! Acerte!
Quer viver negando o que deseja até quando?
Puxe o gatilho, mas faça por me odiar.
Se sente, algo, é certo negar sem tentar?
Não minta para vc mesma!
Por favor, acredite!

Ame! Aceite! Me chame!
Por que estou aqui...

... estou aqui para acrescentar! 

Eu te amo!

3 comentários:

  1. Mais desesperador, eu nem ia comentar este, mas as circunstância exigem...

    Uma mudança completa em seu ser...Graduativa? Não sei, mas neste momento mais pareceu uma explosão sentimental...Vinda de fora p dentro e depois d dentro p fora...

    ResponderExcluir
  2. Esses últimos dois que fiz foi desabafo total. Por que se tem sentimento, ama. Não pode dizer que não tem como ser sem ao menos tentar fazer ser. Por isso que digo sempre para tentar, acreditar, dar uma chance. Por que problemas e diferenças todos temos. A questão é, vc quer lutar pelo que acredita, ficando ao lado do que deseja? Minha resposta sempre será sim para ela. Por isso nunca desistirei!

    ResponderExcluir