terça-feira, 12 de abril de 2011

E da

E da pobreza dos meus pertences até a riqueza dos meus atos.
Por que sou tão plebeu nesse reino que chama de coração?
Deixe-me mostrar o meu maior tesouro.
Deixe-me dar para vc aquilo que mais desejo dar.
Meu coração. Coração que tanto quero te dar!
Ele está chorando. Triste. Solitário sem vc aqui!
Está partido pelo fato de vc esquecê-lo.
Abrindo mais e mais a cada dia de ausência sua.
Apodrecendo dia após dia. Quieto..
E mesmo assim te espero! Sentado.
Buscando forças para que vc um dia veja o que faço por ti.
E nesse lugar gelado, vou me acostumando a enxergar a vida sem vc.
Vida que pouco importa. Nada importa mais sem vc.
Fico sentado. Esperando o frio consumir minha vida.
Sentado, paciente, eu fico.
É... eu te amo Tuany! 
E não importa o tempo. É vc que desejo ao meu lado. 
Mas como posso estar com vc se esse ato mortal não chega ao seu coração?
Mesmo fazendo a mais pura divina ação.
Vc não deixa tentar! Mesmo na lealdade do meu coração...


Estou aqui, triste...

sentado...

Um comentário:

  1. No silêncio das suas palavras. Vejo a indecisão da sua escolha. Se não quer dizer, então tem dúvidas. E se tem dúvidas, tem que viver as opções para poder escolher. Mas se não tem dúvida. Fale! Fale! Fale!

    ResponderExcluir