sexta-feira, 8 de abril de 2011

Eu corro

Eu corro! Corro o mais rápido que posso.
Olho e vejo perto. Vc me quer? 
Assim como os outros.
Vc vem pelo cheiro. Vc sente meu cheiro!
Furtivamente me segue.
Com sua ânsia de ter meu corpo.
Essa ânsia material que impregna o lugar.
Deseja o poder? As posses?
Por que corre atrás de mim então?
Busco refúgio. Desesperadamente!
Vc vem deixando sua marca entre as paredes.
Por onde passa. Salivando sua vontade.
Seus olhos me enxergam poucos metros à frente.
Vc enxerga meu sangue. Pulsando.
Entro em uma casa qualquer.
Vc vem cobrindo a luz da vida. Do amor.
Subo as escadas no limite da minha sanidade.
E vc vem logo atrás rindo, cantando uma canção de ninar.
Não sou nada! Apenas mais um nesse seu mundo.
Tento me esconder, mas é tarde...
Vc está aqui! Me encarando.
Olhando a cara metade daquele que poderia ter.
Sinto seu toque, cobrindo meu corpo.
Vc me chama! Aos poucos me domina!
Essa sua empatia... esses olhos.
Vc lambe sua presa. Vc sente meu medo!
Fala no meu ouvido palavras que não consigo dizer!
Vc me devora com seus pensamentos!
Vc me quer! Mas diz não querer.


Sei...

Um comentário:

  1. Até que foi divertido fazer um assim. Mas prefiro falar do meu amor!

    ResponderExcluir