sexta-feira, 27 de maio de 2011

O momento


Lá está ela, sozinha. Pensando na vida.
Se perdendo na névoa que cobre sua visão.
Escrevendo em seu diário coisas que sonha um dia ter.
O que ela escreve? Ela escreve sobre uma vida.
A mesma que ela sempre pensa. 
Em um mundo que nos dá cores para se ver.
Sentada lá ela pensa no que poderia fazer.
E olhando para essa névoa que a cerca.
Ela vê que não é o tempo, ou o destino que vão dizer.
E muito menos o que ela segura em sua mão.
Não será o lápis que dança entre a folha que vai dar
os sonhos que ela quer ter. E sim o que conduz ele.
Ela vê, sentada ali perto do lago, que a única
coisa que vai transformar sua vida no que deseja,
são suas ações! Lutar pelos seus sonhos.
Então ela para de escrever. E admira o que enxerga.
E respeitando o silêncio ela fica em seu lugar. Olhando... sorrindo.
Por que ela sabe, que o que vê, um dia não vai estar lá.
Por que sempre mudamos o que está no caminho.
Então ela percebe, que tudo na vida acaba! Se transforma.
E que deve aproveitar enquanto é tempo!
Lá está ela, sozinha. Admirando...



Não viva construindo um futuro, se você nem ao menos está vendo o presente passar. Viva o momento! Viva cada segundo da sua vida para depois não se lamentar. Não adianta nada pensar e buscar o futuro, se quando for presente; você não vai ter nenhum passado para contar. Viva sua vida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário