quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Gire! Apenas gire!




E eu me vejo, acorrentado!
Nesse laço que segura meu amor.
Girando! Girando! Em sua mão!
Carinhosamente lembrados com o abrir de cada manhã.

Ainda estou em você! 
Em lampejos! No seu bolso! No seu olhar!
Delicadamente guardado na parte boa de uma vida. De um sentimento.
Ao poucos lembrado a cada visita de fim de tarde feita por você!

Eu espero!

Sentindo o respirar ofegante. Imaginando você ainda comigo.
Ah... por que ainda me prende nesse amor?
Deixe ele livre! Crescendo aos poucos.
Aprendendo o que realmente é importante em você!

Ainda  acredito!

E olho como você cuida desse tesouro! Esperando um momento
para novamente dizer dele para mim. Você ainda está comigo! Está?
Você me deixa tão distante. Mas tão próximo do seu coração!
Nessa feliz ruptura de sentimentos. Tudo estará bem no final!

E os dias tristes irão acabar!

Gire! Gire! Até em sua mão ele estar!
Por que só assim, ninguém irá tirar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário