segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Encontro



Querendo ir embora, ela o vê chegar.
Sabendo que ele correu tanto para aqui estar.
Ela deseja estar com ele. Foi isso que a fez ficar! 
E ela o abraça com todo o sentimento, que a tanto tempo eles querem dar.

Ela ainda tem medo de se entregar. Ele se entrega sem questionar.
Ele a beija, ela o sente! Sem se importar com o lugar, ou como vão ficar.
Nessa chuva que cai nesse frio outono na região. Como se isso fosse incomodar.
Esse é o momento que tanto esperaram! A realidade que a distância sempre quis segurar!

E de novo e de novo e de novo eles se beijam! Sentindo a vida que pensavam nunca tocar.

Ela o olha nos olhos. Ele a olha nos olhos. E nenhuma palavra sai da boca deles,
 que ocupadas estão se conhecendo, e sempre assim vão ficar até o dia acabar.
Ele a aperta, sentindo seu corpo. Ela lê as dobras e retas que o corpo dele quer mostrar.
Conhecendo pessoalmente o que os olhos deles decoraram de tanto olhar.

A chuva percorre os espaços dos corpos que juntos estão.
Limpando as pequenas sujeiras que caem das velhas árvores,
que maliciosamente espionam em um momento que sempre esperaram provar.
Eles não se importam com os olhares. Eles sabem que tudo é por amar.
E assim ficam, até o dia acabar!

Ele está lá por ela. E ela assim o quis.
Fazendo desse dia, um amor vicioso!
Que nenhum deles quer largar!

Pois ele veio, para com ela ficar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário