domingo, 11 de setembro de 2011

Shakespeare

Desculpem não escrever algo meu hoje. Mas estou preocupado demais com algo para conseguir falar com o coração!


Quando penso em você me sinto flutuar,
me sinto alcançar as nuvens,
tocar as estrelas, morar no céu...

Tento apenas superar
a imensa saudade que me arrasa o coração,
mas, que vem junto com as doces lembranças do teu ser.

Lembrando dos momentos
em que juntos nosso amor se conjugava
em uma só pessoa, nós ...


É através desse tal sentimento, a saudade,
que sobrevivo quando estou longe de você.
Ela é o alimento do amor que encontra-se distante...


A delicadeza de tuas palavras
contrasta com a imensidão do teu sentimento.
Meu ciúme se abranda com tuas juras
e promessas de amor eterno.


A longa distância apenas serve para unir o nosso amor.
A saudade serve para me dar
a absoluta certeza de que ficaremos para sempre unidos...


E nesse momento de saudade,
quando penso em você,
quando tudo está machucando o meu coração
e acho que não tenho mais forças para continuar;
eis que surge tua doce presença,
com o esplendor de um anjo;
e me envolvendo como uma suave brisa aconchegante...


Tudo isso acontece porque amo e penso em você...



(William Shakespeare)

2 comentários:

  1. O amor é dos suspiros a fumaça;
    puro, é fogo que os olhos ameaça;
    revolto, um mar de lágrimas de amantes...
    Que mais será?
    Loucura temperada, fel ingrato, doçura refinada.

    William Shakespeare

    ResponderExcluir