sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Esses dias sem você




Nessa ressaca maldita, penso se quando me visita, é por amar ou apenas para testar o limite dessa minha espera. Espero que seja por amar! Mas se for, como pode amar e ver seu amado sofrendo com sua despedida? Minha cabeça ainda dói! Efeito dessas noitadas libertinas que tenho nessa cama vazia, regada com mil pensamentos em ti e afogadas na bebida! Aliás que companheira mais maldosa teria senão a bebida. Escrevo no bloco deixado ao lado da cama para falar desse amor que só aumenta e me dá alegria. Mas que no seu silêncio me imunda de melancolia. Ainda nem cortei o cabelo, fiz a barba. Nem acordar ainda o fiz! Me recupero dessa última noite, que nem sei como estou aqui! Vejo a garrafa falando vem cá garotão!" E eu dou risada dizendo por que não!? Mas um dia essa relação acaba! Por que ela sabe que te amo, e ela está sendo apenas usada! Ahhh, você me faz tanta falta! E ainda penso, ou tento, aqui agora: " E pensar que posso ter todas, mas escolhi apenas uma, aquela me amo e espero nessa jornada! Que classifico como a mais verdadeira nessa minha vida desajeitada!"  Eu te amo! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário