sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Preciso de seu carinho




Sento aqui na frente do computador, buscando novamente falar sobre amor. Cercado de bebida, que me faz companhia, nessa cama mal feita que quase nem dormia! Rabiscando com caneta, palavras pevertidas, em um papel colorido aqui na escrivaninha! Esperando seu amor ou ódio, facilmente escondido pelos cantos de suas visitas. Tento recuperar as palavras,  mas o álcool não deixa, e não tiro razão! O que posso fazer, se estou esperando, a mulher que eu digo dar desde então, meu amor. Óh quem me dera valer algo, algo brilhante. Mas sem um níquel, como pagarei essa noite exuberante? Ah, como falo besteiras nessa noite serena! Mergulhado nessa overdose romanticida que declaro pela Alemanha, pelo Canadá. Perturbando todos com meu choro vagabundo. Que rasteja pelos cantos, pagando para quem me via. Pedindo ajuda, para que minhas palavras cheguem até onde eu queria. Estou na sarjeta! Bebendo água imunda que as prostitutas traziam. Esperando um cigarro, para fumar enquanto morria. Que tipo de vida eu vivia? Que sem você, eu chutava e nem queria! Amar! Amar! Amar! Como é bom, se você aqui falasse! Para me livrar desse vício que me domina! Chamem meu amor! Eu preciso de um beijo e seu carinho nessa noite vazia!

Um comentário:

  1. Por favor, duas dose de amor com carinho, com gotas de confiança, batida com muito desejo, bem mexido! Preciso me embriagar por que sinto sua falta. E é de você que preciso!

    ResponderExcluir