segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Sem você



Juro que desejo morrer!

Mas sou covarde demais para apagar essa vela!
Que acendi como minha esperança de você voltar!

Meu corpo é o pote... minha alma a cera... 
e meu amor o fogo que ilumina as mais escuras noites sem você!
Não apague meu amor!

Não me apague de você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário