quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Me dê sua mão!



Um palmo? Dois? Um dedinho?
Quanto falta para segurar sua mão?

Eu estico tanto meus braços para te segurar, e não consigo te achar!

Vejo pessoas esbarrando por mim pelas calçadas da Paulista!
Me puxando dentro do metrô!
Batendo nelas pelo parque de manhã!

Mas sua mão, nem no sol eu vejo com as sombra que fazem pelo chão!

Eu te amo! E vou sempre amar!
E nem que rasteje, sua mão eu vou segurar!
E você sentirá o calor desse amor que tanto eu quero dar!

Você sabe onde estou, meu amor. Então venha!
E tampando meus olhos brinque de adivinhar! Faça cócegas!
Me cutuque! Abrace! Bata! Empurre! Puxe! O que for.
Mas esteja presente para eu dar esse amor!
Segurar a sua mão!

Eu escrevo! Vejo! Vejo novamente! 
Digo com toda a força que meu sentimento pode significar!
Esperando você segurar minha mão e nunca mais soltar!

Tem uma porta entre nós, fechada esperando abrirmos
e fazer desses dois mundos, um só!

Só preciso que você acredite, e dê sua mão para realizar...

2 comentários:

  1. Os Agentes do Destino ...a porta...a mao...

    ResponderExcluir
  2. Huum... não pensei nisso! Atravessa comigo?

    ResponderExcluir