sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Meu sangue



Deixo aqui, todo meu sangue!
Mostrando que dele pode, sim, nascer o amor!
Do fruto daquele sentimento que bombeio em todos os cantos ter por você!

Deixo escorrendo em minhas mãos meu sangue,
fazendo brotar minhas rosas sangrentas, mais vivas que a cada meu respirar.
Ah, meu amor! Meu único amor! Cultive essas palavras que tanto quero falar.
E veja que estou aqui apenas, para te amar!

Afaste os corvos famintos de sua plantação.  Cuide com carinho
daqui que dou para você e para outra jamais irei dar.

Eu te amo! 
Eu te amo tanto!

Não deixe sempre desse amor regar!
Pois ele cresce cada dia! Cada noite mais e mais!
E por você ele sempre frutos irá dar.
Dos mais diversos sabores que você irá degustar!

Cuide meu amor! Cuide dessas flores também que do meu sangue está nascendo!
Sentindo todo seu perfume, que exala meu amor pelo ar.
Nessa química feita, apenas para te conquistar.

Tudo seu! De mais ninguém esse precioso líquido.
Que bombeados de amor, jogo em seu jardim, para vc cuidar.
Mostrando que sempre estarei aqui para te ajudar,
a ver como esse amor vale muito, e você venha buscar!

Eu te amo!
E ninguém terá um jardim assim!
Desse sangue que escorrerá!

Acredite nesse amor!
E me ajude a cultivar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário