terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Falando... coisas



Sabe quando você está distante e tenta de alguma maneira dizer que ama uma pessoa. É, eu estou muito longe de quem amo! E tento aqui mostrar que ainda penso nela. Às vezes é muito difícil pelo fato que quase falar sozinho por aqui! Mas o que realmente importa é falar com o coração para que chegue para quem deve. Isso que realmente faz valer a pena, sentir! E sinto tanto por essa pessoa! Fechando os olhos lembro de tudo praticamente. E sinto como estar longe dói! Como se os deuses brincassem comigo, me torturando com esses obstáculos. Sabendo que dois corações batem por um sentimento, que talvez nunca mudará. Digo talvez por que nunca sei o que a distância pode causar... a ausência... eu sei que meu coração está protegido, em um lugar que ela sabe que nunca ele vai mudar. Mesmo distante. Mesmo nessa minha "ida", eu espero o amanhã chegar para mostrar o quanto eu a quero e sempre irei lembrar disso. Só torço para ela continuar a acreditar. 

Não sou tão bom assim com as palavra sabe. Até queria ser mais para realmente mostrar como eu a amo e quero tanto ao lado dela estar. E queria mais ainda pensar antes de fazer coisas, para não me arrepender depois. É, faço tanta coisa errada! Tantas decisões precipitadas! Mas necessárias! Me arrependo de muitas, principalmente as que deixam a pessoa que amo longe. Mas não posso fazer muita coisa. Quero estar perto e não posso. 

Meu coração dói todo dia, a cada segundo. Parece um corte! Ou algo colocado dentro dele que fica sempre me machucando. É essa distância em todos os sentidos. Me faz me tornar tão irreal. Odeio isso! Ainda mais quando falo de amor. Falo dessa pessoa que amo. E estou tão longe... achando tanta coisa. O que ela sente... precisa... ama... quer... sente falta... e tudo passa na minha cabeça.

Sabe... eu escrevo coisas tão aleatoriamente...

... pareço um louco escrevendo. Tentando passar os sentimentos. Passar esse amor. 

Queria que as coisas fossem fáceis e simples. Não por comodismo. Mas por que tem certas coisas que nunca deviam ter tantos obstáculos e espinhos para atrasar e machucar. Principalmente o amor. Ele devia ser algo que fluí, sempre com seu rumo definido quando as pessoas se amam. 

Tem coisas que com amor sempre se conquista! Mas que apenas os dois vão realizar! Ainda acredito nesse futuro! Ainda acredito nesse amor! Mesmo distante eu sei que pode dar certo quando os dois quiserem lutar. Mas no momento não sou suficiente! E eu sei disso! É duro admitir certas coisas... saber que amor não vai ajudar tanto. Saber que tudo que sinto não vai ajudar em nada. Saber que sou um nada no momento sem poder proteger e muito menos cuidar. Frustrante isso! Mas é a realidade do meu amor... ser insuficiente para quem desejo uma vida levar. Digo isso não por ela achar, quer dizer, não sei. Falo de mim! Eu não me acho ainda pronto. Mas de verdade sinto falta desse amor!

Bem, falei tanto. Muita coisa nada com nada apenas para dizer que onde quer que esteja, estou pensando e mandando meu amor para você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário