sábado, 18 de fevereiro de 2012

Pelo seu amor




A distância deixa triste a alma que apaga.
Paga em tempo o sentimento de uma mágoa.
No desejo de ter a ti doce amada.
Nos braços amados do amado que ama como um nato.
Que conhece o corpo com cada dedo que em seu corpo desbrava.
Se deleitando nas ondas do amor que batem forte ao menor contato.
Saciando os sonhos que navegam até sua boca para deleitar.
No calor dos amantes com a verdade que conduz nesse oceano selvagem.
Que esquenta percorrendo sua carne comemorando ficar ao seu lado.
Desejo insaciável, realizado e eternizado.
Em cada toque que conhece essa nova terra que tanto quero conquistar.
Avance, conquiste e ame.
Deixando mostrar esse mundo em cada limite que cruza ao se deleitar.
Me chame! Grite meu nome! Não deixe escapar! Nem ir embora!
Por esse tempestuoso oceano, eu vejo meu mundo.
Que em vida eu sempre quis navegar e morrer afogado sem questionar.
Deixando afundar minha ânsia no mais profundo lugar do seu coração.
Não me deixe perdido! Me guie com o brilho dos seus olhos.
Até onde o seu amor está!

Nenhum comentário:

Postar um comentário