segunda-feira, 30 de abril de 2012

Corações quebrados, fossa, esse é nosso clube!



Bem vindos! Este é meu clube! 
De pessoas que procuraram amar, mas do amor sempre vão se machucar.

Amores únicos, ousados e verdadeiros.
Que lutam até o fim por acreditar, e por acreditar esse fim terão.

Amaram errado! Dando toda sua alma para pessoas despreparadas.
Que não sabem o que é o amor, e apenas as pessoas querem usar!
Quantos elas amam? Um? dois? Três?
Quantos para ela interessar!

Vamos, o clube cresce! 
E graças a pessoas assim, mais e mais vão nesse clube entrar.

Ah, triste são aqueles de coração partido que sabem amar.
Vendo quem tanto amam brincando, apenas o material buscar.
Deixando você destruído, sem pouco se importar.
Se vitimando como que nada fez, e toda culpa fosse nossa por amar.

Venham! Sempre tem lugar para mais um! 
Não tenham medo! Acontece sempre!

Por que pessoas assim tem de monte! 
E pessoas como nós sempre irão se machucar.

Por que o amor como o nosso é raro! Mais do que imaginam!
E pessoas como essas, não sabem e nunca se importarão em amar.

E assim os membros vão aumentando! Yeah!
Por que pessoas falsas, e que usam o sentimento dos outros,
vão sempre nas sombras te esperar!

Bem vindos à fossa! Este é nosso clube! Meu e teu!
Este é o clube daqueles que amam, mas quem amamos, não se importam com você.
Sem ligar para a verdade, sem se importa se amamos, apenas querem brincar.
Com esse amor que é verdadeiro, e sempre vamos acreditar.

De coração partido, por ainda sonhar!

Prisoneiro do falso amor



Livre! Livre de mentiras, de falsidade e dos sem amor!
Livre para voar, sem ser preso nas mentiras que jogam no ar.
Pesando ele, deixando você no chão, sem poder se levantar.
Livre... dos jogos daqueles que diziam amar!

Voe! Voe para longe daqueles que te seguram.
Mostrando se uma coisa em seus ouvidos, e outra em seu olhar.
Voe para onde a verdade em seu coração está.
Deixando a luz desse amor para a felicidade te guiar.

Não desista! Não se prenda! Lute! Sempre!
Sem se envolver nos caprichos, daqueles que apenas querem te usar.
Deixando em uma gaiola preso, vindo apenas te ver para cantar.
Esquecendo que quem está preso ama, e mesmo assim mente para seu ego alimentar.

Sinta... a vida é apenas uma...
Deixe seu coração livre, para um amor real buscar.
E se aquele que te prendeu te ama, ele faz tudo para você voltar.
Sem mentiras, sem prisões... deixando apenas a verdade te abraçar.

Não obrigando você a fugir, e por essa corda bamba de sentimentos,
empurrar você para cada lutar. Se equilibre! Mantenha a força!
E jamais desista de buscar um lugar real para amar.
Onde ninguém cuspa mentiras para você, te jogando em qualquer lugar.

Amar vale a pena! Mas deixe que esse amor ser verdadeiro, sem nunca se sacrificar.
Vendo que a pessoa que você ama apenas te usa. Apenas mente para você ficar.
Quem ama é verdadeiro! Então se quem mente ama, trate então de mudar.
Mostrando ser digno desse sentimento, deixando livre para voar.

Acredite! Amar vale a pena!
E ser amado vale muito mais!

Não se prenda a mentiras...
Por que nas mentiras, as pessoas apenas querem te usar.
Fazendo feridas, que nem o tempo pode cicatrizar.

Lute!

E deixa o amor verdadeiro forte.
Para uma pessoa encontrar...
... e livre com ela voar!

domingo, 29 de abril de 2012

Se ama, é tempo de verdades, não mentiras!



Os mundos se colidem, quando o amor ainda tenta lutar.
Deixando as mentiras do passado, sucumbirem se realmente se amarem!

Em que as palavras perderam as forças, para assim o amor falar.
Amor? Ele ainda está presente em nossa história? Sim? Não?
Eu não sei!

Mas vejo entre os espelhos, seu reflexo ao meu lado, ao lado de onde meu coração quer estar.
Deixando as incontáveis decepções presas em meu quarto, para você tentar se explicar.

Deixando o amor falar mais alto. Deixando você recomeçar.

Olho em seus olhos o calor da vida que nesses dias se apagou.
Me mantendo firme nessa tortuosa e amaldiçoada decisão.
Fico de pé, sabendo que tudo que vivi, pode ser mentira, se em silêncio ficar.
Fazendo a esperança que um dia tive, sumindo, para nenhum lugar.

Amor? Ainda existe! Bem forte dentro de mim.
Mas massacrado pelas ações e palavras, que esse amor no chão me fez ficar.
Agora, dois mundos estão separados, por erros que jogam cada um para um canto.
Sem deixar o sentimento dominar, e assim voltar a reinar.

Erros que apenas um amor, mais forte e verdadeiro que existe, poderia mudar.

Mas a mentira e as falsas palavras imundaram essa vida.
Onde é mais fácil deixar como está, do que o orgulho tirar.
E assim aceitar o maior erro de todos, que é um amor enganar.

Separados estão! Onde dois amores estão presos, sem se falar.
Deixando a mentira continuar, até o dia que um deles nunca mais acordar.


Loki: I’m A GOD YOUR DULL CREATURE! I’ll not be bullied by… 
Hulk: Smash! Smash! Smash! ... Smash! Smash!
Loki: Oo
Hulk: Puny God!

Vingadores vs X-Men - parte 02

Fala pessoal, beleza?

Voltando para mais uma parte da mega saga Vingadores vs. X-Men. Então, sem demoras, vamos lá!

Vingadores


Tudo começa com o Capitão América, treinando na Torre dos Vingadores contra uns robôs, quando o Homem de ferro entra. A preocupação está estampada na cara do Cap. e o Homem de ferro pergunta o que está acontecendo. Capitão diz que apenas está trenando, quando chega o Gavião Arqueiro e a Mulher-aranha na sala de treinamento.Todos percebem que ele não está aguentando a pressão de todos cobrarem dos Vingadores, que tomem atitude contra o caos que acontece na Terra. E ele dando duro para que eles protejam. O Capitão decide tomar um pouco de ar, quando aparece Thor, voltando para os Vingadores (Olhem a saga O próprio medo). Eles então conversam sobre a pressão que o Capitão América tem em suas costas e diz que precisa de uma vitória para as pessoas vejam que ele está realmente fazendo algo, quando chega o Protetor dizendo que conseguiu localizar uma assinatura tecnológica dos agentes da I.M.A. O Capitão pergunta se ele falou para o Homem de ferro isso, quando ele mesmo aparece dizendo que gostaria de ter uma palavrinha com eles por tudo que fizeram contra os Vingadores. Em outro lugar, na base da I.M.A. a Dr. Rappaccini prepara um video, quando um dos soldados diz para ela que algo está errado. Ele diz que uma nuvem está se dirigindo contra a base deles, mas nada detectável. O Capitão, escondido nessa nuvem, pede para o Thor e a Tempestade darem as boas vindas para a I.M.A. e começam a atacar com raios. O Ataque dos Vingadores é brutal, e rapidamente consegue derrotar todos. Na volta para a Torre dos Vingadores, eles comemoram, com o Capitão América elogiando o Protetor pela sua rapidez de achar os inimigos, permitindo que eles atacassem antes que pudessem fazer algo. O Protetor agradece e diz que está muito feliz de fazer parte da equipe, entrando na torre. A Inteligência Suprema aparece e diz que ele será reconhecido por ela. Que ele está na Terra é do império e assim tem que ser protegida. E o coloca na missão de proteger a Terra da força fênix, que está indo para ela. E quem tentar impedir isso, para ele eliminar. Por que ela é importante para o império Kree.

Novos Vingadores

Tudo começa no aeroporta-aviões da S.H.I.E.L.D. onde os heróis estão vendo o Capitão América, conversando com o Ciclope em Utopia, tentando levar a Esperança em custódia. O Homem de ferro, Wolverine e a Viúva Negra estão ouvindo atentamente ela, com o Wolverine dizendo para não terem esperanças. Que o Ciclope não entregará a Esperança para ninguém. O Homem de ferro tenta dizer que eles são adultos e que vão resolver isso facilmente até o Ciclope atacar. O Capitão então manda os Vingadores entrarem em ação e o Hulk Vermelho começa a organizar o ataque. Dizendo para eles esquecerem que estão lutando contra um amigo, ou contra um X-Men. Que eles estão lutando para salvar o planeta.

A cena corta para a mansão dos Vingadores, ontem, onde a Victoria Hand está comendo com os Vingadores, tentando esquecer as pessoas que estão na frente da mansão protestando sobre tudo que eles estão fazendo. Ela diz que eles não devem falar nada, ordem do Capitão América.  O Punho de ferro diz que vai lá fora falar com os protestantes, quando encontra o Luke Cage já fazendo isso. Ele está tentando falar para sua esposa, a Jessica, voltar para a mansão, que o perigo passou e o Osborn está na cadeia. O repórter pergunta o que eles fizeram com o Osborn e o Luke Cage diz que ele enganou todos. E diz que ninguém na mansão vai ferir eles. E começa a falar para todos irem para suas casas, tentar arrumar ela e não culpar as pessoas. Ele começa a falar que é culpa dele que sua mulher foi embora quando a Jessica aparece, querendo entrar na mansão. Luke  Cage fica feliz da vida e entra com ela, deixando os protestantes lá fora, sem saber o que fazer. Eles entram e começam a discutir sobre o que fazem na mansão. Que agora eles tem um filho e precisam parar com essa vida. Que agora eles são uma família e isso tem que vir em primeiro lugar. Eles conversam, com ela dizendo que precisa sair dali, para proteger a filha deles de qualquer outro vilão, quando aparece o Punho de Ferro dizendo que eles precisam ir com ele, que algo importante está acontecendo.

Chegando lá estava o Capitão América, com todos os Vingadores reunidos, dizendo de uma ameaça e que é altamente secreto. Quando ele fala se alguém conhece a força Fênix, Tempestade não acredite e voa, seguindo para Utopia. Eles perguntam o que é isso e o Homem de ferro diz que é uma força cósmica, que devora tudo que tem pelo caminho. E que o alvo dela é uma mutante que está em Utopia. O Capitão diz que o Homem de ferro e mais alguns vão procurar saber de algo para interceptar ela. Thor vai comandar um grupo no espaço para tentar retardar ela e os restantes vão com ele para Utopia para falar com o Ciclope. Ms. Marvel alerta o Capitão que assim que ele entrar em Utopia, Ciclope irá atacar. O Capitão deixa a palavra com o Hulk Vermelho, que avisa que a situação é extrema, e que eles terão se precisar, lutar contra seus amigos. Capitão América olha para a Jessica e o Luke Cage e diz que precisa de todos, que a situação é extrema. Jessica olha para o Luke Cage e deixa ele se despedir da filha, indo embora da mansão. A cena corta para a atualidade, com eles pulando do aeroporta-aviões, seguindo para a luta.

Wolverine e os X-men

Começa no Planeta Pecado, onde alienígenas estão apostando qual é o próximo planeta que a força Fênix vai devorar. Na escola Jean Grey para estudos avançados, Wolverine e o Fera descansa, quando um sinal é localizado pelo alarme de ameaça espaciais do Fera. Quando ele vê o que é, o alarme detecta a força Fênix. Fera então disse para eles se vestirem, que logo deverão receber visitas. A escola segue normalmente com a Idie falando sobre a Fênix, na aula da Kitty Pride, quando o Capitão América aparece na escola, procurando o Wolverine, quando é atacado pelo sistema de segurança. Wolverine aparece se desculpando, dizendo que ainda precisa de alguns ajustes, ordenando que o computador da sala de perigo desligasse a segurança. O Fera aparece e o Capitão disse que eles precisam muito conversar. Longe dali, a Warbird medita quando recebe um chamado do Majestor Gladiador. Ela tenta receber a mensagem, mas ela é cortada. A Cena corta com os alunos tendo aula de vôo com o Míssil. Todos estão treinando quando a Rachel Summers e o Kid Ômega detectam a força Fênix vindo para a Terra. O Capitão fala com o Wolverine e o Fera que a força Fênix está indo em direção a Terra, destruindo todos os planetas que estão em seu caminho. Que está juntando uma força especial para tentar interceptar ela. O Fera já diz que vai buscar o traje dele, para se preparar.  Wolverine diz que o nome é Esperança, do que a Fênix está atrás. O Capitão diz que precisam pegar ela e o Woverine diz que então ele vai ter que se preparar para uma guerra, dizendo para ele pensar em Utopia como um lugar de religiosos fanáticos e ele sendo a polícia para dizer o que fazer e crer. O Capitão diz que isso não é uma luta de humanos contra mutantes. E sim uma luta para salvar a Terra. Wolverine diz que ele não só está fazendo ele lutar contra o Ciclope, mas contra todos os X-men. O Capitão diz que ele está pedindo para ele salvar o mundo.

Kitty e Wolverine conversam para saber como a Rachel e o Kid ômega estão. Kitty diz que os dois apagaram na mesma hora, dizendo que ela está chegando. E como os dois tem conexão com a força fênix, todos imaginam algo pior. Nisso Wolverine diz para ela juntar toda a equipe principal. Kitty fica assustada perguntando se é sobre a Fênix. Se era isso que o Capitão América fazia na escola. Ele sai sem dizer nada. Com a equipe toda reunida, Wolverine diz que a Fênix está vindo. Ele diz que o Fera está indo para o espaço, tentar impedir a Fênix, enquanto ele vai com a equipe do Capitão América até Utopia. E todos os outros vão continuar na escola, seguindo a vida normalmente e protegendo a escola a qualquer custo. Que ninguém precisa se envolver nisso. Fera e o Wolverine conversam a sós, e o Fera diz que sabe por que ele sempre ficou distante da Esperança. Por que caso ela vire a Fênix Negra, ele acha que só ele pode matá-la. Fera diz que ela é só uma criança. E Wolverine diz que tem uma planeta em jogo, para se preocupar com uma só vida. Eles se despedem e o Wolverine vai para o aeroporta-aviões da S.H.I.E.L.D.

No mundo do tronos Shi´ar, o Gladiador conversa. Uma conselheira diz do trajeto da força Fênix. E diz que a tem certeza que o próximo hospedeiro da fênix é um terráqueo. Ela então diz que ele tem que acionar os protocolos fênix. E ele diz para ela preparar a nave mais veloz que tem. Ela tenta argumentar e então o Gladiador diz para ela acionar os protocolos da fênix. Para soltar todos eles contra a hospedeira. Que vai para a terra resgatar o filho dele (Ele é o Kid Gladiador, aluno na escola do Wolverine).

Homem de ferro vs Magneto e Namor vs Coisa


Magneto começa a lutar contra o homem de ferro, e percebe que a armadura dele, não é feita de metal. E sim de fibra de carbono. O Homem de ferro diz que ele não seria louco de ir para uma ilha-lar do mutante mestre do magnetismo sem um plano. Magneto então começa a erguer uma enorme torre de metal de Utopia, jogando ela em cima do Homem de ferro. O Homem de ferro sai, atacando ele com disco anti-magnetismo. Magneto joga todos contra o Homem de ferro, que se defende deles. Homem de ferro então alinha vários satélites para sobrecarregar a armadura dele com energia magnética, atacando o Magneto com toda a energia que pegou. Magneto então começa a pegar a energia e monta uma armadura com objetos planetários. Lutando no mano a mano contra o Homem de ferro. A Luta é dura, mas o homem de ferro vence, deixando o Magneto no espaço. Assim vencendo o Homem de ferro para os Vingadores.



Na outra luta, Namor encara o Coisa no mar, onde tem total vantagem, golpeando ele violentamente, jogando ele contra o aeroporta-aviões da S.H.I.E.L.D. O Coisa atravessa o aeroporta-aviões, seguindo contra Namor, golpeando ele com toda sua força, jogando ele para o fundo do mar. O coisa é acertando contra um navio afundado. Ele pega um baú de moedas e acerta a cara do Namor com ele. Namor prende o Coisa no fundo do mar, quando aparece do nada um enorme peixe. Namor pega ele e o peixe acerta os dois, e começa a arrastar o Coisa para o fundo do mar. Ele com toda sua força, ataca o bicho, arrancando suas presas, espantando o gigantesco peixe. Namor caído pelo golpe do peixe, vai se levantar, quando o Coisa o ataca com as presas do peixe, prendendo ele no fundo do mar. Saindo, por hora, o Vingador como vencedor.





Eu estou gostando de verdade da saga. Parece ter mais pano de fundo do que apenas a Fênix vir para a Terra. Envolver o universo cósmico seria bem legal, apesar que acho que ficará apenas nessas pequenas participações dos impérios Shi´ar e Krees. Eu achei essas lutas do versus bem legais, apesar de fracas ao meu ver. Eu acho que para tirar a lógica, eles apelaram no caso do Namor, que provou sempre que no mar, é praticamente invencível. E dai vem o Coisa e vence com dentes de peixe grande... pera ai né! Tem muito ainda para ler, e por enquanto está agradando. Espero que vocês tbm!

Abraços e beijos para todos!

sábado, 28 de abril de 2012

Muro do amor mentiroso



Nessa pequena terra, em que os muros crescem os separando.
Deixa dois corações, que são um só, afastados nessa perdição.

Terra de mentiras que não deixa a coragem vencer. Esse muro derrubar.
Que em acontecimentos falsos cercavam suas vidas.

Tão perto, mas tão longe em sua vida. O que eles são agora?

Perdidos em falsas verdades de uma oração perdida que os leva embora.
Tentam assim se olhar entre os buracos escondidos no muro, tentando lembrar.
Sem uma mentira em sua vida, nesse amor que se segura no muro para empurrar.
Que esconde entre paredes o olha com o cego coração, que nada vê na razão.
Apenas o amor, que o faz ainda lutar.

Justiça, nessa vida jogada em suas caras, eles pensam um no outro.
Entre a máscara daquele que virá, daquela outra vida que juram levar.

Desculpa! É um bom começo da redenção alcançar!
Tentar seguir a trilha da verdade, a trilha da honra contemplar.
Que esse muro destaca separando as mentiras do verdadeiro olhar.

Quer derrubar o muro? Separar a verdade das mentiras? Comece!

Se ainda sonha, derrube! E veja a terra prometida que tanto poderia levar.
Sem ouvir a mentira declarada, que sem desculpas nada diz, apenas assistindo você chorar.
Nesses sonhos que pode alcançar. Derrubando esse muro que suas mentiras faz criar.

Com a verdade ao seu lado, procure um meio do amor salvar.
Dessa sua fantasia ilusório que tenta nos separar. De um sentimento enganar.
Fale a verdade, sem trapaças ou mentiras, fazendo esse muro desmoronar .
Deixando livre o caminho, que em cada palavra sua, sem faz um obstáculo levantar.

Derrube sua mentira, antes desse muro nos separar.

O cavaleiro, livro 02 - parte 4 - Tola fé do amor


As preparações da guerra, transbordam a alma das pessoas do reino. Algumas sem saber contra quem vão lutar. Outras, por outro lado, sabem. E seus corações ficam arrasados em saber da tamanha ousadia que alguns mortais estão demonstrando contra aqueles que tanto significam para eles.

O cavaleiro, Edgard, e seu amigo Milo, agora um cavaleiro da guarda real do rei, caminham pelo reino, percebendo o desgosto nos olhos de uns. Medo no de outros.

- Isso te lembra algo? pergunta Milo para Edgard, que olha para as pessoas sentindo a mesma sensação que teve, quando foi expulso do reino.

- Eles duvidam do que estamos fazendo. Mas eu entendo! Eles não sabem nem o começo de toda a história. De toda a guerra que precisamos travar. Diz Edgard olhando as pessoas desviando seus olhares, fugindo do olhar dele.

- O povo talvez nunca saberá o que o príncipe negro fez! Talvez essa desconfiança e medo, sempre ficará conosco. Nos assombrando em cada esquina, em cada sombra que formar. Todos temos nossos problemas, que devemos solucionar! Diz Milo apontando logo a frente, onde está a princesa Marie, com algumas pessoas, a frente da igreja.

- Você precisa falar com ela! Resolver logo essa situação! Diz Milo para Edgard, que entende o que ele quer dizer. E se despedindo do seu amigo, vai em direção a princesa, que percebe ele vindo. Ela tenta sair, mas ele a chama.

- Meu amor, para onde vai? Diz Edgard que abraça seu amor. Ele a olha com a mesma ternura que teve desde o primeiro dia que a viu. Mas ela desvia o olhar, tentando fugir.

- O que está acontecendo conosco? O que eu fiz para que você ficasse assim comigo? Pergunta Edgard para Marie, que procura evitar falar. Marie apenas o olha tentando sair de perto, mas ele insiste em conversar.

- Por que esse silêncio comigo? Por que se distancia assim? É a guerra que está chegando? É algo que estou fazendo? Responda, por favor! Continua o cavaleiro insistindo em saber a verdade que faz seu amor se distanciar. Mas ela nada diz, entrando na igreja com os outros que lá fora estavam, deixando ele de fora, sem entender, sem saber o que falar.

Edgard sabe que ela está assim por sua causa! E tenta procurar um meio de fazer ela voltar a ser como era com ele. Mas como ele pensa. A princesa Marie se distancia mais e mais, escondendo tudo que faz, sem estar mais presente ao lado dele. E com o amor apenas declarado, nada ele é dela para cobrar algo. E agora ele percebe que nem mais o amor ele tem dela, com as ações dela ao seu lado. Perdido, sem reação com as coisas que ela faz, o cavaleiro se surpreende com as pessoas que estão chegando no reino.

É uma pequena caravana, pelo aspecto das carruagens e bandeiras que adornam elas, religiosos. Entrando no reino lentamente, quase em um cortejo fúnebre. Passando um ar sombrio e temeroso enquanto passam. A carruagem maior está tampada com cortinas, não deixando Edgard ver quem está lá dentro.

- O que está acontecendo? Chega Eton, com alguns soldados da guarda real.

- Eu não sei! Mas o que quer que seja, precisamos saber agora! Diz Edgard ordenando os cavaleiros mais adiante, a parar a caravana.

- Pelo poder me dado por Darius II, rei de Anders, eu ordeno saber o que querem aqui? Diz Eton, com o poder de chefe da guarda real.

- Somos apenas viajantes, procurando um lugar para comer e dormir. Não viemos causar nenhum problema! Diz o condutor da carruagem, que estava coberto por uma túnica preta, cheia de palavras desconhecidas para eles.

- E que é o seu senhor, que está na grande carruagem? Pergunta Edgard, querendo saber quem é a pessoa que está na carruagem. Quanto mais perto chega da grande carruagem, mais ele sente exalando uma presença incômoda no ar. Uma sensação que ele sentia quando as trevas em Reidra, infestavam o lugar.

- Quem está na carruagem é nosso guia, nosso mestre, Calard. Aquele que trás a luz e esperança em cada lugar. Diz o condutor da carruagem para o cavaleiro. Eton então se apressa na frente de Edgard e abre a porta da carruagem, encontrando um senhor, de idade avançada, vestindo sua túnica preta, com símbolos em vermelho, e sua barba branca destacada.

- O que está acontecendo aqui? Pergunta Calard, saindo da grande carruagem. Imediatamente ele encara Edgard, que sente o incômodo aumentar mais e mais.

- Quem é você? Pergunta Eton.

- Quem sou eu? Eu sou aquele que trás as palavras dos deuses para quem tem pouca fé! Diz Calard continuando encarando o cavaleiro.

- Palavras dos deuses!? Diz Marie, aparecendo para ver o que estava acontecendo.

- Princesa! Diz Eton.

- É uma honra conhecê-la majestade! Diz Calard, reverenciando.

- Se você veio pelo nome dos deuses, será bem vindo! Diz a princesa Marie, para o espanto dos cavaleiros.

- Meu amor, você não o conhece! Como pode aceitá-lo no reino assim, desta forma?

- Eu também pensei que o conhecia! Mas esses últimos dias, mostrou que você não é o que eu imaginei! diz Marie, chocando todos presente. Edgard fica sem reação com a mudança da princesa Marie, sem saber o que falar e fazer. Apenas olhando para ela, totalmente dominado, como um rato diante do seu caçador. Todos os cavaleiros presentes, então começam a sair de perto, liberando a passagem para a pequena caravana entrar no reino.

- Será meu convidado no reino e no castelo! Diz a princesa Marie, mostrando o caminho para Calard. Mas antes de acompanhar a princesa, ele chega perto do cavaleiro, sorrindo para falar algo apenas para ele.

- Devia prestar atenção no que sua mente diz, e não o coração! Coração trai, engana. Faz você fechar os olhos para as mentiras que fazem para você! A fé no amor só é verdadeira, quando tem o retorno. Quando a pessoa faz a mesma coisa por você! Infelizmente cavaleiro, parece que sua fé não é forte suficiente para mantê-la ao seu lado. Diz Calard sorrindo, seguindo a princesa Marie em direção ao castelo.

Edgard fica imóvel, vendo todos saindo de perto. Vendo que as palavras que sempre estiveram com ele "quem ama, não desiste" se tornaram tão pequenas, aos interesses. A suas crenças. E tudo que ele fez para provar que estaria sempre com ela, foi insuficiente para mantê-la ao seu lado. Para mantê-la lutando por ele. E assim, ele começa, aos poucos ver as mentiras que o amor proporciona. Vendo que onde apenas um faz por amor, é apenas um chorando.

Hoje, o cavaleiro aprendeu que nada dura para sempre, enquanto apenas um estiver lutando. E percebeu que ele não é tão importante assim para a princesa Marie. Não é suficiente para o seu amor.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Falso, velhos, novos amores



A cada passo dado, um amor ela deixa no chão.
Acreditando que é passageiro, o sentimento do coração.
Imaginando que o tempo apaga, a dor da rejeição.

Ela caminha sem olhar para trás. Sem ver o estrago que é capaz.
Sem se importar com o coração partido, daquele amado abandonado.

Ela anda, lentamente na vida. Olhando aquele que vai se encantar.
Deixando um novo amor a achar, para mais um ciclo começar.

Que seja doce, não? Assim ela pensa.
Fechando os olhos, para a sua amarga ausência.
Que corrói o coração declarado, sem explicação, sem alarde.
Apodrecendo a esperança, do seu amado que a aguarda.

Ela vai, seguindo, sem pensar como machuca suas ações.
Fazendo um amor verdadeiro, uma pequena peça de encaixe.
Que ela completa a cada dia, sem escolher uma que agrade.

Ah, como o amor por ela arde!

Por que ela nunca esteve perto, nem quando me chama!
Por que o amor sempre esteve em dois lugares, sem se completar!
A cada passo que ela dá, pisando neles sem se importar.
Se é verdadeiro, esse amor declarado que ela joga.
Ao vento, para que um lixo abrace.

Por que ela não ama que realmente a ama.
Ela só quer que seja doce, sem amar, aquele que realmente a deseja.
Nesses dias que recusaste!

E assim ela continua, deixando o dia acabar, e mais um ciclo começar.
Com seus desejos, sempre deixando quem a ama ao vento.
Sem amar de verdade!

Lacuna Coil - Give me something more



Dê-me Algo Mais

Eu desapareço dentro da noite
O silêncio é amaldiçoar-me mais uma vez
Eu não estou sozinho nesta queda
Porque todos os meus demônios voltaram à vida

Eu não posso esperar por um salvador
Meu anjo ja se foi a muito tempo
Eu estou de joelhos
Eu não quero rezar
Eu não quero orar (dê-me algo)
Eu não quero rezar

Dê-me algo mais
Dê-me algo mais
Não feche meus olhos
Dê-me algo mais
Dê-me algo digno desse sacrifício

Eu cruzei a linha
A caminhada da vergonha
Eu ouço os sinos da igreja durante a chuva ácida
Como posso trocar o errado pelo certo
E pegar as peças devolta para dentro?

Eu não posso negar
Não me pergunte por quê
Eu sinto a pressão em todos os lugares
Ela começa dentro
Explode em dor
Ela derruba-me para baixo
Eu estou louco?

Dê-me algo mais
Dê-me algo mais
Não fechei meus olhos (dê-me algo)
Dê-me algo mais
Dê-me algo digno desse sacrifício

Eu não posso negar
Não me pergunte por quê
Eu sinto a pressão em todos os lugares
Eu não suporto esta vida em vão
Me dê um sinal
Eu estou louco?

Dê-me algo mais
Dê-me algo mais
Não fechei meus olhos (dê-me algo)
Dê-me algo mais
Dê-me algo digno desse sacrifício

Dê-me algo mais
Dê-me algo mais
Não fechei meus olhos (dê-me algo)
Dê-me algo mais
Dê-me algo digno desse sacrifício

Eu não posso esperar por um salvador
Meu anjo ja se foi a muito tempo
Eu estou de joelhos
Eu não quero rezar
Eu não quero rezar (dê-me algo)
Eu não quero rezar

Dê-me algo mais
Dê-me algo mais
Não feixe meus olhos (dê-me algo)
Dê-me algo mais
Dê-me algo digno desse sacrifício (dê-me algo)

Dê-me algo mais
Dê-me algo mais
Não feixe meus olhos (dê-me algo)
Dê-me algo mais
Dê-me algo digno desse sacrifício

Janos



Uma face ou duas, qual delas é a sua?

Andando pela noite, solta pelos lábios suas verdades.
Escorrendo a tristeza, e o amor em cada enclave.

Veja! Veja quem é aquele, que de dia sorri, e de noite chora a maldade!
Transformando a vida em duas, sem nenhuma ser realidade.
Com seus passos lentos, mostrando uma enfermidade.

Fuja! Fuja de suas garras!
Pois as palavras são vazias, sem mostrar nenhuma vontade!
Deixando você preso em uma vida, que para ele é apenas passagem.

Lá vem ele procurando pelas sombras mais uma vítima.
Criando outra vida, sem nenhum motivo. Cuidado, lá vem ele!
Apenas para brincar com você, seu tolo inofensivo.
Mostrando sua realidade, que em outro lugar não existe!

Deixando sua marca por onde passa, nos corações partidos.
Seguindo em frente, com mais um troféu adquirido.

Uma face ou duas, qual delas é a sua?
Ele não sabe!

Seguindo pela noite chorando perdido.
Esperando que você aparece, para lhe dar um caminho.
Onde tudo é mentira! Onde seu coração será possuído.
Pelos desejos e palavras, de uma pessoa vazia.

Que se mostra de dia feliz, e a noite caída.
Querendo apenas te usar, e jogar com o coração partido!

IMPORTANTE!


Fala pessoal, Tudo bem?

Eu estou vindo aqui para comunicar primeiro, que o blog novo foi deletado! Eu não estava vendo muito sentido ter dois blogs, sendo que esse aqui tinha tudo que falaria no outro. Além de ter muita coisas aqui interessante, que certamente fazendo o outro blog, iria acabar com o ciclo dele aqui, desapontando quem acompanha! E em segundo, todas as coisas importantes dele, passei para cá. Então, continuarei aqui, a falar da mega saga Vingadores vs X-Men. E estará na pasta Marvel Comics, junto com outras sagas que já falei aqui.

Mudarei o nome do blog e do endereço dele! Então fiquem espertos, quem acompanha o blog pelo twitter! Que é onde sempre posto as novidades que saem. Eu darei um prazo para que aqueles que acompanham, em suas visitas diárias não se percam com a mudança. Deixarei até em maio para fazer essa mudança de nome e endereço. Fiquem espertos com isso!

Bem, é só isso mesmo!

Abraços e beijos para todos!

Resident Evil: Operation Raccoon City

Fala pessoal, beleza?


Então, como proposta que tinha dito no primeiro post desse blog, vamos falar de games também. E para começar venho aqui trazendo o Resident Evil: Operation Raccoon City. Primeiramente, deixo bem claro que isso é minha opinião do jogo. Por conhecimento e sofrimento próprio.


O jogo foi desenvolvido pela Slant Six Games e pela Capcom. É um jogo de tiro de terceira pessoa lançado em 20 de março de 2012 para PS3, X-box 360° e em maio para PC.


Sinopse: É setembro de 1998 e a ação se concentra em Raccon City, cujo destino já foi determinado com as horríveis consequências do mortal vazamento de T-vírus, desenvolvido no Complexo de Pesquisas da Umbrella. Com a necessidade de encobrir o caso, a Umbrella envia uma equipe de elite para Raccoon City para destruir todas as evidências que a ligam ao incidente e eliminar qualquer sobrevivente. Enquanto isso, o governo dos Estados Unidos colocou a cidade em quarentena e enviou sua própria equipe de soldados de elite para determinar a origem do misterioso incidente.


Quatro tipos de agentes, que no fim, dá no mesmo.
Bem, o jogo é um péssimo shooter de terceira pessoa, comparado com os jogos da geração atual. Graficamente, também está muito fraco comparado com outros jogos, inclusive a jogos anteriores da própria série, como o Resident Evil 6. Erros muitos visíveis do jogo são a mira, que parece ser sempre a mesma, não importa a arma que você joga. A inteligência artificial do jogo, é triste demais, principalmente com seus companheiros. Uma hora seus amigos ficam parados sem saber o que fazer, ou somem enquanto você dança com a horda de inimigos. Muitas vezes se separam, caindo com o ataque dos inimigos e você tem que se matar para correr até ele e salvá-lo. Você passa certas horas nervoso com isso! Os inimigos também não são tão espertos assim! Passam por você, sem se importar, indo para cima do companheiro. Você passa no lado e nada. Ficam atirando no seu lado sem se preocupar com você... uma putaria total. Os upgrades também são bem demorados para serem conseguidos, já que são ganhos com xp que você ganha matando, pegando coisas pela fase. E só com xp para habilitar as armas travadas e novos poderes. Os especiais de cada personagem, você praticamente nem usa no jogo. Basta atirar e sair dando facada que você avança a trancos e barrancos sem dificuldade real. Jogabilidade muito fraca para quem já jogou outros jogos da série. 


Zumbis! Muito inúteis no jogo!
O que salva no jogo é as campanhas online, que você pode se divertir com os amigos. Tendo os modos Team Attack, Biohazard, Survivors e o Heroes para poder tentar passar um tempo com o jogo. Que honestamente não vale a pena.


O jogo recebeu nas revistas especializadas notas muito baixas e realmente, concordo com eles em tudo! Melhor esperar o Resident Evil 6 mesmo, para esperar uma melhora na franquia, na história, jogabilidade e o universo sombrio que é marca registrada da série, e que ultimamente está meio sumida.



Eu dou minha opinião, mas sempre falo para vocês jogarem o jogo. Melhor coisa que tem para vocês tirarem suas conclusões. As minhas são só tristeza! Que Resident Evil 6 salve a franquia.


Abraço e beijos para todos!

Vingadores vs X-Men

Fala pessoal!

Finalmente o primeiro post de verdade, com assunto do blog. E não poderia deixar de falar dessa, que para mim está realmente prometendo muito ser a saga mais legal desses últimos tempos nas revistas da Marvel Comics. Estou falando da saga Vingadores vs. X-Men!!!! A Marvel Comics vem, nesses últimos anos fazendo mega sagas, seguidas de mega sagas e para minha opinião, vem se dando muito bem. Guerra Civil, Hulk Contra o Mundo, Invasões Secretas, Reinado Sombrio, Cerco, Utopia, O Próprio medo, são algumas das sagas que realmente achei interessante. E essa também pode vir a ser outra que me anima.

Mas por que ela está me criando tanta expectativa?

Como todos sabem (que acompanham quadrinhos), a força fênix é uma força destrutiva, que por onde passa causa destruição e morte. E os Vingadores descobrem isso com o Nova, que teve uma "batalha" contra a Fênix e chegou a Terra para avisar todos que ela está vindo. O Capitão América então decide se preparar para defender a Terra contra a chegada dela. Ele descobre que ela está vindo por causa da Esperança (Hope), a messias mutante. Mas os X-Men consideram a Fênix uma força de esperança e ressurreição. E enxergam ela como um novo começo para a raça mutante, quando descobrem que a Esperança pode ser a nova hospedeira da força Fênix. Dois lados acreditando ser o certo. Dois grupos entrando em conflito. Esse é o começo dos Vingadores vs. X-Men.

Então antes de começar mesmo a falar sobre a revista, digo para quem está querendo continuar que vou colocar hoje, apenas as duas primeiras edições da saga! Tentarei me focar nessas duas primeiras, para conforme for postando mais, colocar o resto. Assim, não sobrecarrego com várias revistas, como fiz na saga O Próprio medo no outro blog. Então sem demoras, vamos começar!

VINGADORES VS X-MEN 01 e 02

A história começa com um dia tranquilo, como qualquer outro nos Vingadores. Thor voltando novamente para o grupo (Ver O próprio medo), Homem de ferro como sempre discutindo com alguém, até que um desconhecido objeto entra na Terra, seguindo sem direção, se chocando com um avião. Os Vingadores rapidamente entram em ação, salvando as pessoas de um desastre maior. Quando eles vão de encontro com o que caiu na Terra, encontram o Nova, totalmente ferido, quase sem conseguir falar, dizendo apenas "Ela está chegando". A cena corta para Utopia, onde o Ciclope está em mais um dia de treinamento duro com a Esperança. Treinado ela arduamente sendo observado por Magneto, quando chega Emma Frost para ver como está o treinamento também. Os dois percebem como Ciclope está sendo duro com ela, pelo que está chegando. Treinando ela para conseguir suportar o que está por vir. E no momento que as coisas estavam ficando mais duras, Esperança manifesta a força Fênix, deixando todos assustados com o que acaba de acontecer.

Em outro lugar, na Casa Branca, Capitão América e o Homem de Ferro, falam com os generais e o presidente a respeito do que eles acabam de saber. Eles se assustaram ao analisar a assinatura de energia que continha na roupa do Nova, descobrindo ser a mesma assinatura de energia pertencia a Jean Grey. O Homem de ferro então explica que a Fênix está procurando um hospedeiro. E que está vindo para a Terra. O Capitão América e o Homem de Ferro diz que estão enviando um grupo ( Thor, Protetor, Ms. Marvel, Visão, Fera, Máquina de Combate, Capitão Britânia e Valquíria) para tentar impedir ela de chegar ao seu destino. Explicando desde o começo que essa é uma missão suicida, quando eles detectam a força fênix sendo manifestada. O Homem de ferro consegue descobrir de onde veio e decidem agir. Capitão América então vai se encontrar com seu Vingador perito no assunto, para tentar ver o que se pode fazer. Ele então parte para o Instituto Jean Grey para estudos avançados conversar com o Wolverine.

No Instituto, Wolverine fala sobre a Jean para o Capitão, que pergunta se ele sabe para onde a Fênix está indo. Wolverine responde que todos os mutantes sabem para onde ela está indo. E o Capitão América diz que precisa que o Ciclope os ajude contra essa ameaça que está por vir. Wolverine avisa o Capitão que o Ciclope vai querer encontrar com a Fênix de qualquer maneira, e que ele não abriria a mão disso. O Capitão América pergunta se pode contar com o Wolverine para ajudá-lo nessa situação, fazendo assim o Wolverine ir contra a raça mutante (não está escrito essa parte, mas como veremos mais para a frente isso está claro).

Em Utopia, os X-Men da equipe principal conversam com o Ciclope a respeito da Fênix. E o Ciclope diz que com o poder da Fênix, eles terão finalmente poder para colocar o mundo nos eixos. Magneto assustado diz que ele está falando como ele antigamente, e o Ciclope disse que eles são uma espécie em extinção (Para quem lê quadrinhos, a frase "Chega de mutantes" diz tudo), e que isso não foi uma causa natural. E ele acredita que a Fênix quer algo com eles, para sempre voltar a procurar os mutantes. Colossunaught diz que a Fênix é portadora de morte e destruição. E o Ciclope fala que também é renascimento. Que eram jovens e tolos para poder controlar esse poder. Namor afirma que ainda são jovens e tolos para controlar tamanho poder e a Emma pergunta o que ele pretende fazer. Ciclope diz que vai então treinar a Esperança para conseguir controlar o poder, quando a Emma detecta a presença do Capitão América em Utopia.

Ciclope então vai se encontrar com o Capitão América com os outros observando. Esperança quer saber por que ele está em Utopia e a Emma diz que é por causa dela. Ela diz para ficarem quietos, deixando o Ciclope resolver tudo. Namor então avisa que se o Capitão América está ali, é por que está tudo ferrado já.

Capitão América fala para o Ciclope que ele está ali para levar a Esperança sobre custódia por acreditar que a Fênix está vindo para a Terra atrás dela. Ciclope diz que Wolverine disse isso. Emma avisa telepaticamente o Ciclope que o Capitão América não vai sair da ilha sem a Esperança. Ciclope corta o Capitão falando que a Fênix está vindo para a Terra, atrás do receptáculo que é o correto! Que ela é uma força de renascimento. Renascimento mutante. Capitão América então fala que ele precisa confiar a custódia para ele, que o Logan (Wolverine) advertiu que você estava envolvido demais na situação. Ciclope já retruca dizendo que eles nunca estiveram perto quando a Fênix estava aqui! Que eles nunca estavam lá quando eles precisaram. E agora que precisam deles, aparecem procurando os mutantes. Capitão diz que se quer essa discussão, terá outra hora. Que ele estava lá por que uma força destrutiva está a caminho da Terra e ele quer impedir isso. Ciclope então diz para ele sair de Utopia agora! Capitão América diz que ele não está pedindo a custódia da Esperança. E Ciclope diz que entende perfeitamente, atacando o Capitão América.

Capitão América então solta o grito de guerra dos Vingadores, aparecendo o porta-aviões da S.H.I.E.L.D. que estava camuflado no alto de Utopia, com os Vingadores se preparando para entrar em ação.

Ciclope imediatamente pede para Emma levar a Esperança dali, e proteger ela a qualquer custo. Começando assim a batalha.

Tempestade pergunta para o Ciclope o que ele fez, e ele responde que eles vieram atrás da Esperança. Para ela olhar tudo isso e ver se eles já não vieram para lutar. Tempestade diz para deixar ela conversar com eles e Namor diz que o tempo de conversa acabou. Magneto pergunta se ele tem certeza que é essa luta que ele quer batalhar e Ciclope diz que eles sempre foram os "enteados pobres" deles. E só isso que eles são. E quando finalmente eles tem sua messias, eles querem levá-la. Acabando assim, levando eles a extinção. 

No porta-aviões da S.H.I.E.L.D. ninguém acredita no que está vendo. E todos estão vendo a loucura que o Ciclope está fazendo, com o Wolverine dizendo que alertou eles para isso. Quando eles se preparam para agir, Magneto lança o Colossunaught em direção ao porta-aviões, começando o ataque. Colossunaught então golpeia o porta-aviões, e com outro ataque, derruba eles para o mar. O Hulk Vermelho então o ataca, começando a luta dos dois. 

Os que caiam no mar, se assustam quando Namor aparece, dizendo que o que vai fazer, pesará no seu coração, por atacar amigos nessa batalha. E com toda sua força golpeia o Coisa que é lançado para fora do mar. Luke Cage vendo isso, começa a lutar contra o Namor. Os outros Vingadores que voam, começam a se defender e atacar os mutantes. Ciclope começa a ordenar a estratégia dos mutantes quando é golpeado pelo escudo do Capitão América na cabeça. Os dois grupos se encaram e o Capitão manda eles tomarem a praia. Ciclope diz para mandar todos para o mar. A batalha em Utopia começa com as crianças vendo do alto da torre sem acreditar no que está acontecendo. Emma aparece com a Esperança e pede para que elas protejam a todo custo Esperança, não deixando ela sair.

Quando Emma tenta voltar para a batalha, é atacada pelo Homem de ferro que lança tasers microscópicos telepáticos contra ela, impedindo ela de usar seu poder. Então ela se transforma em diamante e começa a lutar contra o Homem de ferro, que detecta um campo magnético extremo perto dele, modificando a armadura para se proteger. Sem entender o que se passa, quando olha para trás, Magneto aparece e eles começam a lutar.

Em outro lugar, assistindo a batalha pela tv. Mercúrio e a Feiticeira Escarlate olham a batalha. E Mercúrio pede para que ela o acompanhe. Mercúrio então corre até Utopia e ataca seu pai (Magneto), defendendo o Homem de ferro. Magneto não acredita no que vê e espera que ao menos ele não tenha colocado a irmã (Feiticeira Escarlate) dele nesse conflito também. A luta dos heróis continua e alguns não acreditam o que está acontecendo. Muitos mutantes chamam Wolverine de traídor por ele estar com os Vingadores atacando Utopia. Em outros casos, a batalha coloca o amor em segundo lugar, quando Tempestade começa a lutar com seu marido,o Pantera Negra. Tudo isso sendo visto por Esperança, que sabe que ela é a culpada de tudo e decide agir, atacando seus companheiros que estavam protegendo para poder fazer algo.

Capitão América e Ciclope continuam lutando e o Ciclope não admite as atitudes facistas que o Capitão está fazendo. E o Capitão América disse que não estaria ali se a situação não fosse grave. Dizendo que ele está ali pela Fênix, e não por eles, dizendo para ele pensar o que aquela coisa fez com a Jean Grey (ex- esposa do Ciclope). Ciclope diz que ele não precisa ser lembrado por ele, ou por qualquer outro sobre a morte da esposa dele. Ou sobre o poder da Fênix. E que se quisesse realmente saber mais a respeito, devia ter falado com ele, e não com um lunático renegado (Wolverine). Capitão diz que isso só está colocando todo o mundo em perigo, dizendo para que acabe com essa loucura. Ciclope diz que é tarde demais para isso e novamente sente o escudo do capitão na cara.

A batalha continua por toda a Utopia, no mar. Em todo lugar os heróis estão lutando. Capitão América diz que nunca queria lutar contra eles e pede para que eles recuem. Ciclope imediatamente pede para Magia criar uma fuga e o Capitão diz para o Doutor Estranho entrar em ação. E seguindo Magia, Estranho vai até o Limbo, onde uma guerra mística irá começar. No meio da batalha, Perigo diz para Ciclope que os sistemas de Utopia estão falhando por que o Homem de ferro invadiu o sistema. Ciclope se desespera procurando o único que conhece Utopia como ninguém. E pergunta onde o Wolverine está.
Wolverine sumiu na batalha junto com o Homem-aranha, invadindo Utopia atrás da Esperança. E quando chegam no lugar onde ela está, encontram todos os outros mutantes caídos. Quando o Wolverine parte para cima da Esperança para fazer a única coisa que tem que fazer. Ela manisfesta a força Fênix, derrubando ele e o homem-aranha rapidamente, antes dos outros chegarem. 

Quando os dois grupos chegam, ela não está mais lá. Ela tinha fugido de Utopia.

No espaço, o grupo de Vingadores que foi para lá, finalmente encontram a força Fênix... para uma batalha sem esperança começar.


E essa foi as duas primeiras histórias da mega saga Vingadores vs X-Men!

Eu honestamente estou gostando, apesar de achar muito meio do nada com nada ela. Mas espero que tenham gostado. E que acompanhem! Por que tentarei colocar toda a semana algo dela para quem quiser acompanhar.

Abraços e beijos para todos!