sábado, 21 de abril de 2012

Fria noite de amor paciente



Longas, longas noites, estou aqui esperando você!
E nem, nenhuma palavra você me veio dizer!

E olho para os lados, apenas sentindo o frio me cercar no lugar.
Corroendo esse amor, que quente está aqui me protegendo por você.
E você, que nem ao menos nada me diz para parar de me preocupar com você.
Que nesse silêncio fica faz dias... 

Dias que te espero amando. Te espero como sempre fiz...

Por palavras que digam que ainda existo para você.
Para mostrar que sempre se importou, que ainda acreditar em mim!
Acredita nesse amor que tenta me proteger desse frio.
Dessa espera que faço para novamente ver você!

Onde você está? Aqui é tão frio... tão vazio...

Longos dias que espero você com essa esperança e amor.
Ouço sussurros que tentam me tirar daqui. Me tirar de você.

Não ligo para eles!

Mas eles a cada dia que passa, se tornam maiores contra você.
Ah, se todos eles pudessem ouvir meu coração.
Iriam ouvir que ele fala apenas de você!
E talvez jamais tentassem me puxar desse lugar, que espero você!

Um desejo! Apenas um eu tenho nessa espera solitária e fria.

Ouvir sua voz novamente, para assim perceber que fui alguém em sua vida!
Falando que me quer ou apenas fui sem valor para você!
Para que eu possa dar um passo, e abraçar você!
Ou um passo para trás, e ajoelhar e morrer!

Espero! Eu te espero, meu amor!

Acreditando que um dia você volte por querer.
Acreditando que você ainda me ama, para minha espera não doer.
E me diga que todo o tempo que estive aqui, valeu a pena!
E nosso amor é forte, e jamais vai desaparecer.

Por que terei você em meus braços!
E você esse amor, que desejo tanto dar para você.

Longas, longas noites... paciente!
Deixando esse amor me segurando...
por acreditar, por amar você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário