domingo, 29 de abril de 2012

Se ama, é tempo de verdades, não mentiras!



Os mundos se colidem, quando o amor ainda tenta lutar.
Deixando as mentiras do passado, sucumbirem se realmente se amarem!

Em que as palavras perderam as forças, para assim o amor falar.
Amor? Ele ainda está presente em nossa história? Sim? Não?
Eu não sei!

Mas vejo entre os espelhos, seu reflexo ao meu lado, ao lado de onde meu coração quer estar.
Deixando as incontáveis decepções presas em meu quarto, para você tentar se explicar.

Deixando o amor falar mais alto. Deixando você recomeçar.

Olho em seus olhos o calor da vida que nesses dias se apagou.
Me mantendo firme nessa tortuosa e amaldiçoada decisão.
Fico de pé, sabendo que tudo que vivi, pode ser mentira, se em silêncio ficar.
Fazendo a esperança que um dia tive, sumindo, para nenhum lugar.

Amor? Ainda existe! Bem forte dentro de mim.
Mas massacrado pelas ações e palavras, que esse amor no chão me fez ficar.
Agora, dois mundos estão separados, por erros que jogam cada um para um canto.
Sem deixar o sentimento dominar, e assim voltar a reinar.

Erros que apenas um amor, mais forte e verdadeiro que existe, poderia mudar.

Mas a mentira e as falsas palavras imundaram essa vida.
Onde é mais fácil deixar como está, do que o orgulho tirar.
E assim aceitar o maior erro de todos, que é um amor enganar.

Separados estão! Onde dois amores estão presos, sem se falar.
Deixando a mentira continuar, até o dia que um deles nunca mais acordar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário