quarta-feira, 23 de maio de 2012

Almas despedaçada



É loucura suas ações todo dia?

Ela carrega na sua alma, a corrente que a aprisiona por suas ações.
Punida pelos seus atos, seus sonhos, por ousar desafiar um deus.
Expulsa do seu mundo, presa em um corpo que não é seu.

Acorde criança! Acorde para sua nova vida!
Encarnando em outro corpo, sua punição divina!
Que coloca duas almas juntas, em um corpo em agonia.

Até quando terá medo de lutar por sua vida?
Se esconda da ira dos deuses!

Ah, destino, cruél destino que carrega em seus ombros!
Vivendo duas vidas, sem nenhuma delas poder viver.
Deixando suas ações, destruírem o mundo que tanto deseja ter.

Fuja do fio do destino! Lute pra por um fim nisso!
Por que os deuses querem sua alma, para exterminar sua vida.
Com sua irmã a caçando, com esse maldito destino que contamina.

Cavalgue pelos céus em busca de vingança!
Contra os deuses que acorrentaram sua vida, contra suas irmãs!
Mudando todo o mundo, pelo desejo que tem no coração!

Lute!

Invoque seu einherjar! Lute pela sua vida!
Lute pela liberdade, que nunca terá nessa vida!
Até marchar para a guerra, que você não tem alternativa!

Você ainda acredita em deuses?

Silmeria é seu nome, valquíria!
E Alícia o corpo que compartilha!

Juntas amaldiçoadas, pela ira divina!

Nenhum comentário:

Postar um comentário