domingo, 6 de maio de 2012

Sonho de um amor proibido



Se todas as verdades fossem ditas, eu iria ficar!
Sendo ousado e paciente como fui, esperando meu momento chegar.

Mas coisas ruim aconteceram, e como agora posso confiar.
Naquela que eu amo, mas pelo que fez, não posso mais voltar.

Deixando esse amor aprisionado dentro de mim.
Esperando a morte me beijar.

Ah, se amor fosse forte suficiente para tudo nessa vida,
talvez juntos iriamos ficar. Mas não é pelo jeito...
Por que tudo que amei foi insuficiente, até para seu nome me dar.
E o amor, único para mim declarar.

Agora, sou o que sou, perdido e solitário em um mundo,
que não faz meu coração se agitar.

Amar, dói tanto! Ainda mais quando a única pessoa que desejamos,
é a pessoa que te machuca e no chão faz ficar.

Levante! E limpe suas lágrimas!

Por que nem sempre o que você faz, conquista aquele que diz amar.
Afastando você de seus sonhos, sem poder lutar.
Por um amor que você tem, mas agora ele não voltará.
Por que trancado está! E se for para viver mentiras, trancado sempre ficará!

Deixando o sorriso verdadeiro em um canto!
Deixando aquele que ama afastado em outro lugar.
Sempre lembrando que ama, mas não é digno da verdade ganhar.

Amar! Amar! Amar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário