sexta-feira, 29 de junho de 2012

Dourado desejo


Com suas mãos sentem seu corpo, usado por muitos, sem nenhum dono ter.
Alimentando os desejos carnais humanos, sem sentimento demonstrar.
Presa em seus delírios vaga satisfazendo os homens que pagam mais.
Para uma vida de riquezas sempre poder andar.

Lá vem ela, se dando novamente, deixando o tesão toda a situação tomar.
Esquecendo de quem é, enquanto quem não conhece prova o que pagou.
Está noite, ela não tem nome! E muito menos dignidade que possa mostrar.
Passando de mão em mão, sem o amor conhecer e nunca ouvir falar.

Lá vai ela, se jogando para mais um!
Onde mãos percorrem seu corpo, provando com gosto.
Satisfazendo seus desejos dourados que qualquer homem podia comprar.
Mostrando que apenas deseja o que pode tocar, brilhando quando olhar.
Vagando de braço em braço, conquistando os homens sem nunca os desejar.

Brilhe amor! Brilhe em meu pescoço! Nos meus dedos!
É esse o amor que tanto ela quer e deseja amar!
Mostrando que pouco vale o que você é!
Desde que pague os desejos que ela tanto quer dar!

Ela um dia irá se encontrar e assim o amor provar?
Ela não se importa!

E continua vagando, conquistando corações, que com o preço certo ela pode amar.
Deixando claro que seu corpo é de todos, sem um homem o coração dar.
Deixando o corpo responder por ela, o que ela vale e sempre vai cobrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário