domingo, 17 de junho de 2012

Nas sombras, ela fica



Tentando achar um amor, procura pelos cantos seu rosto!
Que se esconde em máscaras, escondendo o seu gosto!

Veja! Pelas sombras seu corpo, sem nome, sem face!
Que conquista pela carne, solitários amores,
que sem forças, abraçam com toda emoção e gosto!

Lá vem a dama sem nome, sem rosto!
Conquistando novos amores, sem nunca mostrar suas reais intenções!
Brincando com o sentimento dos outros! Alimentando seu ego, sem gozo!
Jogando todos que fica, para se sentir querida, para usar outro! 

Como pode ser assim, dama das sombras?

Ela vive sua vida, sem achar um pecado causar.
Machucando as pessoas que conquista, jogando em um canto para outro pegar.
Seguindo, sempre em frente, achando isso digno, pegando outro para fingir amar.
Para satisfazer suas necessidades, até o dia que um melhor achar.

Rasteje cruél mulher! 
Por que é disso que vive nesse seu mundo!
Podre e escuro, que se alimenta dos outros, para assim se deleitar.
Dos prazeres da vida, que apenas pelo corpo você pode conquistar.

Sabendo que o coração que bate dentro de ti, é podre, e nunca vai amar.
Nessa honra suja, que diz viver, que sem alma sempre vai mostrar.

Lá vem a dama sem nome, sem rosto!
Procurando outra pessoa para usar, fingindo amar, para seus desejos ganhar!


Nenhum comentário:

Postar um comentário