quinta-feira, 27 de setembro de 2012

...



Me imundo em desejos e vontades que não mais terei.
Satisfazendo em seu corpo que nos sonhos já provei!
Deixando o calor explodindo enquanto desliso minha mão em seu corpo.
Apertando todos lugares que sempre desejei!

Sabendo que nada mais terei, quando esse sonho acabar!

Seguro forte suas mãos, lembrando dos momentos que a tive bem fortes.
Imaginando você no lugar que sempre quis me encarando faminta.
Deixando o movimento do corpo dizer, aquilo que nunca com outro teria.
Forte! Rápido! Intenso! 

Deixando explodir aquilo que agora não temos!
Amor...

Deixo minha mão segurando a sua enquanto aumenta o ritmo.
Deixando nossas bocas se tocarem, provando nossa carne.
E sinto escorrendo nos meus lábios o desejo, que seu corpo me faz.
Beijo! Mordo! Chupo!

Sentindo o gosto dessa carne, que é a única que quero a vontade matar!
Esperando que esse sonho não acabe, para seu corpo sempre provar!
Deixando os desejos que guardo...

...nunca esfriar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário