sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Despertar




Encosto em um canto e vejo o tempo passar!
Imaginando como era estar ao seu lado, sem o medo de se declarar.
Olhando seus olhos perdidos procurando um amor, comigo perto sem tentar.

Acompanho seus movimentos, tentando assim junto andar.
Querendo apenas estar ao seu lado, mas sabendo que não posso estar.

Vejo... com meus olhos fechados você!
Enxergando nenhuma mulher como você nesse mundo.
Correndo distante procurando alguém especial, sem ao lado procurar.

E nesse canto que estou lembro de você como se fosse ontem.
Ao meu lado feliz, mas sempre procurando outro para amar.
Deixando apenas pequenos espaços desse sentimento que tenho.
Preenchendo o que deseja e nenhum outro poderá como eu completar.

E aos poucos me vejo morrendo, sem nunca esse amor declarar.
Por que você se foi, e nunca mais poderei ao seu lado estar.

Fecho... fecho os olhos pensando em você!

E vejo como você faz falta e sempre esse vazio ficará.
Com os demônios atormentando no escuro, me chamando para assim ficar.
Sozinho nesse mundo, sem a pessoa que amo e outra que poderei amar.
Enterrando meus sentimentos com você, sem nunca poder provar.

Ao seu lado irei ficar, não nessa vida, não na minha morte...
mas onde alguém possa ler, esse meu amor por você, sem nunca apagar.
Um sentimento que tenho por você, até alguém me salvar.
Desenterrando desse canto, meu coração para poder cuidar.

E assim fazer por merecer, um sentimento nobre, que outra esnobou e deixou passar.

2 comentários: