sábado, 23 de fevereiro de 2013

Até você




Cavalgando sem rumo, procuro meu caminho.
Olhando para os lados, tentando achar um sentido.

Cavalgo, e deixo meu coração me guiar.
Procurando apenas um meio de te achar.

Ah, meu amor. Meu doce amor. Grite!
Deixe-me ouvir sua doce voz, para assim meu lugar achar.
Deixe suas palavras me conduzirem, para esse amor mostrar!

Para que essa história continue.

E algo verdadeiro durar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário