quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Controle



Devoro meus sonhos, rasgando meu tesão pensando em você.
Mordendo os lábios com a minha mão escrevendo seu nome.
Queimando esse amor com seu corpo junto ao meu.

Aperto suas pernas, subindo a cada toque sentindo cada lugar.
Olhando os olhos da mulher que amo deixando minha boca te devorar. 
Descontrolado, batendo forte meu coração nas idas e vindas 
que juntos expressamos sem nenhuma vontade negar.

Me jogue na cama! Suba em cima de mim! Tome o controle!
Gema! Rasgue meu corpo com sua vontade!
Me puxe para dentro explodindo esse tesão.
Soe comigo! Esfregue seu corpo! Pressione com seu toque!

Me queime andarilha, do vento sem rumo!

Aperte minha alma! Beije minha boca!
Force meus músculos! Atice minha imaginação!
Deixe ficar por cima! Arranhe em minhas costas!
Morda meu corpo! Puxe meu cabelo! Sorria para mim!
Encaixe com vontade! Puxe! Empurre! Grite meu nome!
Me abraçando quando seu tesão saciar.

Deixe pegando fogo quando você começar novamente a dançar.

Venha, deixe a saia rodar. Me atice com seu jeito, não deixando a magia acabar.
Tome meu corpo! Leia minhas linhas! Cruze seu corpo com o meu!
Satisfaça meu tesão nas linhas do nosso destino.
Mexendo nossos corpos rápido e forte, até a energia acabar.
Quebrando as correntes que nos prendem, até não mais aguentar.

Suba em cima de mim, para mais uma vez você me dominar!

Isso me irrita

          Ontem, tinha comentado antes de dormir, sobre algo que acontece muitas vezes pela internet, e o sono não deixou falar mais sobre. Mas isso vem praticamente desde sempre. Mas atualmente isso está praticamente insuportável.
          Estava em um blog de variedades e curiosidades lendo os artigos, quando decidi depois de terminar de ler o texto ver os comentários. Dá uma tristeza enorme ver que não existe praticamente respeito entre as pessoas. As agressões gratuitas chegam a ser chocantes, pelo simples fato da pessoa não concordar com a opinião da outra. O pior que não se contem apenas entre duas. Sempre aparece outro para procurar confusão, ofendendo os outros dois que estavam discutindo, e cada vez aparece outro fazendo o mesmo. O pior que não é um caso separado. Você pode ver que opinião é algo raramente respeitado. Você pode comentar o que seja, e vai aparecer alguém com opinião contrária querendo se mostrar mais alto que você, com a opinião dela. Não é algo como chegar e começar a discutir as opiniões. É algo como chegar e DISCUTIR mesmo as opiniões. Trocas de palavrões e insultos desnecessários.
          Outros casos, as pessoas apenas aparecem ofendendo, pelo fato da pessoa ter errado a escrita de alguma palavra. Chega a dar desgosto quando vejo essas coisas. Não existe o respeito. se quiser realmente ajudar essa pessoa, chegue nela e fala onde está o erro, sem precisar xingar a pessoa ou rebaixar a pessoa humilhando ela. Muitas vezes deixo de comentar por que vejo que os comentários já fugiram do tema, com essas brigas sem sentido. Tem necessidade de chamar o outro de idiota, burro, asno, babaca ou qualquer outro adjetivo por um erro, que você poderia de boa ir lá e explicado para a pessoa? O pior é que quando tem pessoas que fazem isso, sempre aparece um reclamando e ofendendo a pessoa que está ajudando. Para que isso?
          As pessoas comentando apenas para causar, também é algo bem comum por qualquer lugar que você vai. Pode ser em página de esportes. De ciência. Entretenimento. Música. Quadrinhos. Aliás, foi por esse tipo de pessoas, que eu acabei saindo de uma página de quadrinhos, que geralmente participava e comentava. O assunto é x, e vem uma pessoa falando de y, apenas para arrumar confusão nos comentários, ou para simplesmente chamar a atenção e arrumar briguinhas. Isso irrita tanto, que você não imagina. Me irritava ver que eu colocava dados oficiais para ajudar as pessoas. Que elas aprendessem sobre tal história ou personagem, e fãs fanáticos escreviam criticando ou reclamando, até o ponto do administrador apagar o texto (isso é outra coisa que irrita, pessoas que tem um pouco de poder e se acham deuses).
          Não entendo isso, de verdade. Essa necessidade de causar em comentários, ao invés de realmente falar a respeito da matéria, argumentar e discutir a respeito dela, colocando as opiniões. Acrescentando conteúdo na matéria e informação para aqueles que estão lendo ela. Não existe respeito. Parece que por ser algo virtual, dá direito ou poderes a todos de falar o que quiser e fazer o que quiser. Bem, todos tem direito de falar o que quer, mas não tem um bom senso.
          Isso realmente acaba espantando muitas vezes pessoas que realmente querem entender e aprender. Por que aqueles "espertos" aparecem para causar e arrumar brigas, ofender gratuitamente as pessoas, pelo simples fato delas falarem algo que possa não ser verdade, ou escrevem errado. Essas coisas me lembra panelinhas, que excluem as pessoas, por simplesmente não ser o que queremos. Ou ficam mostrando superioridade, onde não tem nenhuma. Isso é tão comum, que as pessoas acabam aceitando isso. E não tomam providências, por que precisam de pessoas visitando o site, gerando renda para manter ele ativo.

         As pessoas poderiam ser mais tolerantes, ao invés de criticar os outros, ou simplesmente sair agredindo ou humilhando. Ajudem. Expliquem o que a pessoa possa ter dito errado, escrito errado. Se ela não aceitar e reclamar, você fez sua parte para melhorar. Não precisa arrumar brigas sem sentido.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Sonhos reais



Mergulho em sonhos, dormindo ou acordado, pensando em você.
Ouvindo música ou vendo tv, apenas querendo você.
Caindo em meus braços, em meu corpo.
Segurando forte para não soltar.
Segurando para não me deixar.

Trabalhando pelas noites esse sentimento, eu fico.
Abrindo as portas da minha imaginação, onde apenas você é moldada.
Me olhando nos olhos, me olhando na alma.
Sem agressões, sem mágoas construo você.
Dizendo aquilo que desejo ouvir.
Dizendo o amor declarado, o amor sentido.
Com seu toque percorrendo meu corpo.
Onde nenhuma palavra é dita, apenas sentida.

Me toque, meu amor!

Fecho os olhos, deitando em qualquer canto, tentando chegar em você.
Para que então abra meus olhos com seu toque.
E mostre o paraíso que se torna possível com você.

Chamo seu nome em cada sonho, torcendo que me ouça.
Esperando sua resposta ao segurar minha mão forte.
Sussurrando o que segura bem guardado de todos.
Esse sentimento que tem por mim, mas a vida não deixa falar.

Diga, sem medo meu amor!

Deixando não apenas nossos sonhos tentando se cruzar.
Mas se encontrando em vida, para esse amor provar.
Fazendo esse sonho criar vida.
Fazendo se tornar real.


"Há quem diga que todas as noites são de sonhos. Mas há também quem garanta que nem todas, só as de verão. No fundo, isto não tem muita importância. O que interessa mesmo não é a noite em si, são os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre, em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado."

(William Shakespeare)

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Inocência

          Faz um tempo que desliguei o computador e estava no quintal, sentindo aquela brisa refrescante de chuva, batendo no meu rosto . E estava vendo meu bairro, com o silêncio sendo quebrado por alguns carros. Olhando as dezenas de prédios que cercam minha casa, alguns com luzes acesas ainda pensando. Olhei para cima e aquele céu limpo, onde podia ver as estrelas. Coisa rara atualmente. E perguntei em pensamento o que eu estou fazendo com minha inocência. Decidi voltar para o quarto, ligar o computador e escrever a respeito. Sabe, eu era uma pessoa tão legal. Tão prestativa. Humorada. Interessado em leitura, cinema e música. E atualmente ando interpretando como um belo ator de cinema essas coisas. É bem triste isso na verdade, por que sei o que causou isso. Mas realmente isso é motivos para cair tanto?
          O problema é como ando me comportando. Posso estar ligando o cada um segue seu rumo. Mas ainda guardo uma enorme mágoa dessa pessoa. Eu como tento bancar o durão, sempre falo que esqueci. Que morreu. E demonstro isso. Mas na verdade, o sentimento maravilhoso ainda está aqui dentro. E evitando ele, estou evitando tudo que sou. O que me tornou interessante para essa pessoa, era como eu era. E hoje em dia sou nem lampejo disso. Quero minha inocência de volta! Quero sorrir com coisas simples. Sentir orgulho das coisas certas que acontecem, do que os outros fazem. Olhar para frente, com esperanças de coisas boas para todos. Ter honra e ser justo. Ter aquela vontade forte de sempre ser perseverante nos sonhos. Voltar a ser eu novamente. O cara que tantos gostavam e essa pessoa também gostou.
           Ultimamente ando sendo um completo idiota em relação a essa pessoa. Bem, do modo como a vida está, é melhor cada um estando no seu canto. Seguindo o que escolheu. Mas acredito que deva desculpas por muitas coisas que fiz para ela. De como tratei. Atualmente não ando conseguido ser muito gentil nas palavras. E descarreguei toda a mágoa, falando coisas para essa pessoa, que nem são da minha vida. Nem tinha direito de falar e falei. Mas ao mesmo tempo, sei que falei, para essa pessoa abrir os olhos. Não cair tanto assim e se cuidar. Viver sabe. Rs... essa brisa realmente deve ter feito algo comigo. Sabe quando você se sente tranquilo. Se sente livre de correntes que o seguram. Não tenho raiva dela. Nem pena. Nem desprezo. Eu desejo tanta coisa boa para ela, mesmo não falando praticamente nunca. Mas meus últimos atos, não devem ter sido vistos de forma legal. Eu até falaria com ela para me desculpar de tudo, mas não quero acender esse sentimento tão forte que tenho, sabendo que em nenhum lugar ele vai chegar. Antigamente, ficava horas falando com essa pessoa, e hoje, não tem nem mais um oi. Acho que perdi o charme, essa inocência que tanto tinha para mostrar.
          Quando estava lá fora, fiquei olhando as estrelas e acabei lembrando de algumas delas, como antigamente. Lembrando que não era um poço de inteligência, mas sabia de muita coisa, que poderia espalhar pelos cantos. Conversava de tantos assuntos. Debatia sempre com meus amigos, essa pessoa. Muitas vezes entrando em contradição, mas cada um respeitava e ouvia os diferentes pensamentos. Algumas vezes até concordando e mudando de visão. Aceitava conselhos de filmes, ouvia as músicas que me passava. Era bem aberto as coisas, mesmo tendo já fixa minha base. Onde foi que eu mudei tanto? Por que era tão cheio de onipresença... e agora sou uma casca daquilo que fui.
          Isso me incomoda tanto. Que escrevendo poemas, sempre descarrego minha mágoa dela. E quando tento escrever coisas boas, percebo o quanto da minha inocência foi tirada. Isso me deixa triste....

          Bem, isso é apenas um desabafo. Talvez um texto de desculpas indiretamente para essa pessoa. Desculpas para mim, por ter me perdido tanto assim, do que eu era.  É, algo assim... enfim...

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Voe comigo



Se erguendo das cinzas, aqui estou.
Tentando pegar impulso, para livre poder voar.
Longe. Tão longe onde a rejeição não possa me pegar.
Levando comigo sonhos, e um amor que quero realizar.

Agora pergunto para você, meu amor...

Vai sempre fugir, sem a minha mão segurar?


Sim, ela é perfeita! 


sábado, 25 de janeiro de 2014

Não desista!



Cale-se e continue!

Pequena vida que temos que cuidar.
Onde o tempo para uns é grande, 
e para outros ele sempre passa sem nada deixar.

Continue, por favor!

Não olhe para trás quando um amor cair e nunca mais levantar.
Por que ele sempre estará com você em sentimento.
E você fez tudo, para feliz essa pessoa deixar.
Até seu suspiro silenciar...

Não olhe sua queda! Sorria!
Olhe para frente a sua vida.
E deixe o coração cuidar, para  dele sempre lembrar.
Contando nos dedos, quem tem seu amor
 e ninguém delas vai isso tirar.

Ah, tristeza que assola esse mundo.
Não desmorone agora. Levante a cabeça! Vamos!
E prove sua força mesmo machucada,
por que essa é a vida, e ela tem que continuar.
Mesmo perdendo alguém, você tem que lutar...

Lute! LUTE!

O tempo de tristeza caí nos ombros de todos.
Nos dando tanto dever sem descanso, sem tempo para respirar.
Nos deixando apoiados em nossa fé, tentando nos desafiando
a cair e deixar de andar.

Testando nossa esperança, tirando aqueles que tanto amamos.
Mas acreditamos, e não vamos chorar.

Levante!
Por que que não está conosco agora,
está em algum lugar torcendo para a nossa vida continuar.


sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Sem crédito

         " Ignora ela. Pessoa estranha que acha que pode te enganar"

          É engraçado o mundo virtual. Pessoas perfeitas, com vidas perfeitas, que na primeira oportunidade devoram você, ou queimam seu filme por todos os cantos. São poucos amigos realmente que converso, e a maioria das vezes sempre tem problemas com esses "amigos". O meu maior problema, com certeza são os fakes. E lembrei hoje de umas conversas que já tive a respeito, por algo que passo hoje.
          A pior coisa que se tem, é uma pessoa querer sua amizade, e nem ao menos dizer quem realmente é. É uma traição anunciada. E penso que quem tem esse tipo de amizade, não é tão diferente dessa pessoa que esconde a sua vida. Então, eu "conheço" uma pessoa que jura de pés juntos que é uma modelo ai. E eu dou risada dessa situação, por que as desculpas que ela dá, é uma pior que a outra. Eu falei para ela que se ela quer provar ser quem é, que ligasse a cam dela. Claro que no começo ela aceitou, mas dai começou a vir as desculpinhas... naquele estilo de eu não tenho sentimento. Eu sou casada. Eu não tenho amor. Pera ai, como assim? Que papo é esse menina? Você fingir ser uma pessoa que não é e eu questionar, é ser tão malvado assim? E esse papinho de psicologia reversa, querendo jogar o problema na minha mão? Eu já encarei a rainha da psicologia reversa, que tudo que ela fazia, eu era culpado. Então larga desse papo e cai fora daqui!
"Aparece cada uma... oh mundo perigoso!"

          E dai, agora fica no e-mail, mandando recado, falando que é quem diz ser, mas nunca querendo provar ser quem é! Isso, é uma tremenda roubada! Sabe, muita gente aparece querendo ganhar a confiança aos poucos, fingindo ser uma pessoa. Até chegar onde quer e ai ferrar sua vida. Tem de monte isso na net, e por infelicidade da minoria séria, isso está se tornando normal no mundo virtual.
          Teve um caso no orkut que aconteceu comigo, onde um desses fakes da vida, fizeram um perfil meu e isso me deu uma tremenda dor de cabeça para tirar. Eu tenho minhas suspeitas bem concretas de quem foi. Mas você começa a perceber o risco que está correndo, quando está fazendo amizades novas na internet. Você não sabe quem é a outra pessoa. Hoje em dia tem tantos fakes poluindo as redes sociais, que esses perfis estão se tornando mais realistas possíveis. Tem gente que cria uma vida, apenas para poder fuçar na vida dos outros. Que foi o que ocorreu quando fizeram um fake meu no orkut. Adicionaram apenas uma pessoa minha conhecida, para que? Lógico que para saber qual era o nível da minha relação com essa pessoa. A lógica foi me dando respostas, até chegar nessa minha suspeita que tenho. E no final, sou amigo dessa pessoa e fake apagado, depois de muito sufoco.
          Hoje em dia quanto menos colocar de você, melhor para se proteger. Adicionar apenas amigos mesmo. No face, devo ter o mesmo tanto de amigos faz uns 2 anos. Não adiciono as pessoas assim de cara. E mesmo quando adiciono, todas as fotos importantes estão bloqueadas. Um pequeno grupo consegue acessar elas. Postagens minhas de público, são apenas as bobas. Sabe, tenho uma preocupação com minha vida social depois de certas coisas que aconteceram e acontece.

"Esse mundinho virtual, psicopatas. Coisa a mais para ter né?"

          O mundo virtual hoje, é uma tremenda janela de egos. Quase a lei da exposição pública. Não generalizo, mas grande parte ama se jogar em público, expondo o que quer que seja, para chamar a atenção. E nesse joguinho, o que tem de fakes por ai, apenas para se satisfazer, por que o que ele é não ajuda, tem transbordando pelos cantos. Ainda mais virtualmente, terra de ninguém. De leis extremamente lerdas no Brasil. Que se algo acontece, demora para se resolver, e até resolver, o estrago está feito. Onde tem doidos em fakes, stalkeando, roubando fotos, videos, tudo para usar em seu proveito.
          Falando com meus amigos sobre, chego a conclusão que quanto menos gente, mais qualidade você terá. Não preciso de 2.000 amigos e 5.000 seguidores lendo o que faço, o que posto.Não preciso de fakes que querem minha amizade, mas nem tem coragem de dizer quem são. Que amizade é essa, seu doente?

          Hoje em dia, está difícil achar pessoas com crédito para se confiar. Algumas te enganam a amizade inteira. Outras ficam fuçando sua vida, nem sei por que. E tem aqueles que simplesmente fingem ser o que não são. É... mundinho virtual... cidade sem lei, sem identidades, sem pessoas. Apenas máscaras para brincar com os poucos sérios dentro desse mundo.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

A sua procura



Não ande sozinha, meu amor.
Onde almas juntas, ficam tão perdidas.
Onde cada imagem deixa a saudade do que se foi.
Jamais esquecidas no coração, ou na palavra dita e ouvida.

Machucados no orgulho de nossas opções. Tão submissa.
Nessa distância que nos deixa sempre perto, sem nunca um olá falar.
Frágeis nesse amor quebrado. Nessa dor. Traídos.
Onde nossos sonhos sem lutar, viram cinzas.

O tempo passa. Nosso amigo. Nosso inimigo.
Puxando com força nossos corpos longe um do outro.
Deixando apenas o que os olhos enxergam, sem a alma se explicar.
Sujando a inocência do sentimento, deixando a razão de fora estar.
Onde a verdade do amor está presa, afastando eu e você do mesmo lugar.

Ah, meu amor, como dói saber que está perdida.
Que não olha mais para os lados. Que não tem mais vontade de procurar.
Aquele amor que no passado era tão quente, que só de pensar podia queimar.
Deixando os dias nesse lugar perdido, esfriando ele para não mais lembrar.
Sabendo que estou gritando seu nome, mas você não quer escutar.

Penso nos dias puros que o amor causou em nossas vidas.
Lembrando que fomos um só. Que sentíamos uma vida querida.
Esperando novamente te achar, onde quer que esteja.
Para um fim, nessa história realizar.

E assim, poder dizer que o amor é absoluto.
E vale a pena aceitar e lutar...

Filmes 55 - 2014, parte 01

          E muito bem, finalmente venho aqui para falar dos filmes que prometi no twitter, mas acabei nem postando. Quem acompanhou esse pouquinho da minha trajetória com filmes, viu que assisto quase tudo que aparece. Mas esses últimos anos, ando meio desencanado com isso. Ando assistindo muito filme de ação, policial, aventura. Coisas que eu geralmente estou acostumado a assistir mais. Deixei de lado esse lance cult e cinema europeu. Não que sejam ruins, pelo contrário. Mas a minha fase atual não anda tendo muito espaço para eles, não significando é claro que eu possa assistir algum que interesse.
          Decidi mudar um pouco esse estilo de apresentação dos filmes dos posts anteriores, com sinopse e trailer e falo deles apenas agora. Valendo lembrar que não sou crítico, nem entendedor do assunto. Mas procuro falar o que vejo, ou o que entendi. Esse ano tem sido até agitado para mim com filmes, e assisti bastante deles. Mas vou focar nos 5 últimos que assisti, e quem sabe futuramente, falo dos outros.

** 47 Ronin -  Bem, eu sou suspeito para falar sabe. Filme com lutas de espada, sangue, monstros... para! Eu adoro esse tipo de tema e o filme é ótimo para quem curte o tema. Keanu Reeves é o cara para essas coisas. Ele deve ter um pesinho lá para aquele lado oriental... asiático. Ele se encaixa muito bem nesse tipo de filme! Eu tinha assistido outro dele, que foi o "O homem do Tai Chi", e ele perfeito também no papel. Voltando para o filme, é aquele tipo de fantasia oriental que geralmente tem nos filmes. Poucos heróis, contra um imperador maligno. Um jovem abandonado pelo mundo, que vira o salvador de todos. Bruxas, assassinos, monstros. Eu gosto desse tipo de filme! E precisava de um filme desse, fugindo desse fantasia medieval/ mitológico.

** Hobbit - A desolação de Smaug - Todo filme do universo do Tolkien, é bem vindo! E esse para mim, foi bem mais legal que o primeiro. Tirando os personagens encaixados no filme, que nem existem nos livros, ele cumpre o que prometia. Não tenho muito o que falar de verdade. Acho o filme muito bom e quem curte esse estilo fantasia com seres sobrenaturais, batalhas épicas, heroísmo e esse tipo de coisa. Recomendo também. Tirando o que falei de personagens que não existem nos livros, sendo encaixados na história, ele é perfeito. Smaug foi muito bem feito, apesar que já vi outros filmes, com dragões mais "realistas". Mas tá valendo.

** Frozen - Bem, eu adorei essa animação da Disney. O trabalho feito nela, foi o mesmo feito em Enrolados e achei demais. Não sei dizer se o Glen Keane, que desenhou o Enrolados, é o que desenhou Frozen (poderia procurar, mas quero deixar o post bem natural). Mas achei muito bonito ele. E para quem desenha e gosta de ver os detalhes desse tipo de animação, vai adorar o trabalho feito. A história é linda. E foi baseada do livro "A rainha da neve", do dinamarquês Christian... ... ... Andersen (essa eu procurei. Tinha esquecido o sobrenome! kkk). A história da Disney não é sombria, como o livro dele, e por isso é ótimo para as crianças assistirem e se divertirem. Principalmente com o Olaf.

** A vida secreta de Walter Mitty - Faz tempo que não via o Ben Stiller bem em um filme! E esse filme é uma aventura que começa quando Walter Mitty, responsável pelo departamento de arquivo de fotografias da Life, não acha a foto que seria a foto da capa do último número da revista. Dai ele então viaja pelo mundo, atrás do famoso fotógrafo (Sean Penn), para conseguir a foto. É divertido, eu gostei. É simples, fantasioso e aquele tipo de comédia, que não abusa da sua paciência. É natural e perfeito para assistir com todo mundo.

** Acerto de contas - Robert De Niro e Stallone... falar mais o que? É uma comédia de boxe que acho que todos deviam assistir. Billy "The Kid" McDonnen (De Niro) e Henry "Razor" Sharp (Stallone) são rivais por toda a carreira profissional e decidem, depois de anos aposentados, desempatar o confronto entre eles, que está empatado. O legal é ver o Chael Sonnen apanhando.

          Como falei, não sou comentarista de filmes, mas falei um pouco dos últimos filmes que assisti. Nada técnico, apenas descontraído para me divertir. Caso queiram falar mais detalhado dos filmes, deixe seu comentário, que ai poderemos conversar melhor.

         Abraços e beijos! Fui!

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Olha o que meu sobrinho faz...

          É tão engraçado eu vir falar a respeito do que irei falar agora, simplesmente pelo fato de ser totalmente diferente das coisas que jogo. E deixo claro que vou meu sobrinho que me viciou rs

          Eu estava um dia jogando com meu sobrinho, quando ele falou de um jogo chamado Disney Infinity. Bem, eu sou uma pessoa que joga de tudo. Meu vício praticamente me "obrigado" a jogar todo qualquer estilo, para simplesmente ser bom nele. Mas ultimamente esses jogos infantis nem passa mais pela minha cabeça, tirando que jogo os jogos Lego com meu sobrinho direto. Então ele estava na minha casa, e dias ele  perguntava se eu queria jogar, e eu falava para jogar outra coisa. Até o dia que eu aceitei jogar.
          O que mais me deixou fascinado no jogo, por incrível que pareça, é que eu já tinha imaginado um jogo nesse esquema que ele propõem. Talvez isso que tenha me prendido demais nesse jogo. Ele é simples, mas o que realmente se destaca no jogo, são as miniaturas dos personagens, que você coloca em um suporte, e então ele abre o jogo desse personagem que você colocou. Se colocar o personagem da mesma história, você pode jogar com um amigo ela. E isso me deixou totalmente bobo, pelo fato de ter pensado algo assim, e pelo visto, chegaram antes de mim colocando em prática a idéia rs



          Falando do jogo, você pode jogar mundos de personagens de filmes da Disney e Pixar. Então você vai jogar o Monstros S.A., Os incríveis, Piratas do Caribe, Carros, Frozen, Encantada, Detona Ralph e muitos outros, simplesmente colocando a miniatura do personagem nesse suporte, que cria o universo do desenho para jogar.
          Eu sou meio sério quando se trata de jogos. Para mim, tem que terminar ele, como se fosse um troféu. Mas sempre vejo rivalidade de multiplayer uma imensa babaquice sem tamanho, de alimentar egos. O disney infinity tem seus versus, mas é aquele tipo de versus como antigamente. Aquele que você dá risada e se diverte jogando. Nada daquela paranóia de ser o fodão. E o jogo foca muito no cooperativo, que é a melhor coisa que tem em jogos. Sabe, jogar unidos por uma causa comum. Sem ver quem é melhor. Apenas se unir para salvar o dia.
          O controle do jogo responde muito bem e os comandos são fáceis, deixando qualquer pessoa em pouco tempo jogando sabendo tudo que tem para fazer.
          O modo história é muito legal, e quando mais miniaturas de personagens você tiver, mais histórias vai ter para jogar. Parece muito com os dlc que lançam direto para os jogos. O meu sobrinho amou o modo Toybox, que seria um modo construção no jogo. Você pode construir um mundo totalmente seu. E conforme você vai completando o modo história, vai aparecendo mais coisas para poder usar na toybox. Praticamente infinito as opções que você tem de uso nela. A cada história que completar, mais itens para criar e assim, sua imaginação não tem limites. Tem uns discos que você coloca no suporte, que dão poderes para você, ou algum veículo, de qualquer desenhos feito pela Disney ou Pixar para usar.
          Graficamente falando, o jogo é lindo, como se espera de jogos da disney. Mas se você é aquele fissurado em gráfico, esqueça. É lindo no padrão disney/pixar. Que não deixa de ser um gráfico perfeito.

          Eu gostei muito do jogo, apesar de "bobinho", ainda mais para pessoas que tem meu perfil de jogo. Mas como gosto de desenhar, e portanto, gosto de desenhos da disney, pixar e outros. Foi muito chamativo ele, para me deixar interessado e aprovar o jogo. E o mais legal, que parece não ter limites para esse jogo! A cada miniatura criada, outro modo história sai. É algo bem sacado esse jogo, apesar que só vai jogar, quem tiver esse suporte para as miniaturas, tirando isso, é recomendado.


          Como a Marvel é da Disney agora, bem que poderia ter um da marvel nesse estilo, personagens tem de sobra para isso. Mas tem que ser nessa pegada visual da Disney ou Pixar. Nada de Marvel Hero Squad. Ia ficar demais o jogo.

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Procurando você



Tão cega a vida sem amor, que não posso nem um passo dar.
Tocando nas faces que acho, querendo ainda te achar.
Vendo que isso são apenas faces que pouco importam,
quando é seu  amor que faz o lugar clarear.

Bato por onde passo, sem olhar os rostos que me cercam.
Sentindo apenas o momento, onde você uma vida pode dar.
Deixando os segundos que vivo atrás, buscando o infinito
que sua presença me faz desejar.

Perto. longe. Por que não me diz o lugar que esse amor está?

Fecho meus olhos por essa estrada, querendo ouvir o que sinto.
Tentando esquecer a dor do passado sem você.
Para procurar um amor ainda escondido.
Querendo achá-lo mais uma vez.
Querendo ter você comigo.

Sinto frio nesse lugar sem seu amor!
Que não importa as horas ou dias longe...
... ainda faz tanto sentido.

Onde está você, que tem meu amor nesse lugar perdido?

Caminho lentamente por todo lugar.
Esperando esse amor ainda encontrar.
Pensando como a vida poderia ser fácil.
Se você me falasse onde está...

After Forever - Who I am




After Forever - Who I am
You hipnotize me
I do not dare to look
You mesmerize me
Don't even dare to feel

I want to have it just to prove I can take control
I want to have it just to show them I won't be fooled
I'll take it, I'll break it
Or force it just to let them know who I am, who I am

I'll softly touch this
I'll fire up this flame
I'll hold on gently
It's time to lead the game

I want to have it just to prove I can take control
I want to have it just to show them I won't be fooled
I'll take it, I'll break it
Or force it just to let them know who I am, who I am

I want to have it just to prove I can take control
I want to have it just to show them I won't be fooled
I'll take it, I'll break it
Or force it just to let them know who I am

I want to have it
I want to break it and take it
Or force it just to let them know who I am, who I am
I should wait and think it over
I don't want to push, that is not who I am, who I am

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Minha religião

" O que é esse asatru world?"

          Sabe, isso é talvez uns dos poucos textos a respeito disso que irei falar, mas é até legal falar, para saberem minha posição diante disso!
          Ontem eu tinha postado no face, uma foto da página asatru world, e um amigo viu e veio perguntar o que era. Bem, ásatrú é uma religião nórdica assim dizendo. E que busca a vivência das 9 virtudes nobres: Coragem, Verdade, Honra, Lealdade, Disciplina, Hospitalidade, Laboriosidade, Independência e perseverança. E fui conversando com ele a respeito. Como esse amigo é mente aberta, ele escutou e leu os links que mandei para ele, falando a respeito. Mas tem alguns que acham uma piada isso. Como se o que você acredita, sem ser Deus ou Jesus, fosse blasfêmia, ou uma total perda de tempo.
         Eu dificilmente falo a respeito da minha opção religiosa, por que a mentalidade das pessoas ainda é muito fechada, mesmo com o tanto de religiões que existe no mundo. Meio que se não for a sua, não tem valor. Bem, e estava falando a respeito dela para meu amigo e explicando por que nunca falo nada, posto apenas fotos, que para quem está de fora, não fazem sentido nenhum. E fiquei rindo, por que eu enxergo a religião extremamente pessoal. Não é algo para ficar falando pelos cantos. Cada um, mesmo seguindo a mesma religião, tem sua própria experiência. E não acredito que compartilhando elas com outros, possa fazer alguma diferença. A real diferença é o que faz para você, com o mundo. E pensando assim, acho o ásatrú a melhor religião que existe.

"Você vai para o inferno, com essas religiões pagãs!"

          Engraçado quando falam isso! Como se eu adorasse o demônio, ou as forças do mal. Isso é visão totalmente alienada das pessoas. Antes de escolher minha religião, procurei saber da maioria das religiões, procurando a que melhor me dava a evolução que preciso nessa vida, no meu agora. 
          No ásatrú essa coisa de céu, inferno. Bem e mal. É tudo decisão sua! São suas ações que vão fazer o seu futuro. E mesmo que você acabe não fazendo o que as 9 virtudes nobre diz, não significa que você será punido por isso. Ásatrú é crescimento interno. Não uma aprovação na sociedade. Tudo que você faz, é para você, que automaticamente é sentida na sociedade. Você não precisa se ajoelhar diante dos deuses, e muito menos ser melhor que eles. Eles querem você em igualdade! Querem você evoluindo, e não submisso a leis. E as pessoas acham isso uma total falta de respeito com o Deus delas.
          Eu tenho alguns amigos que seguem religiões pagãs, e essas pessoas são as mais incríveis que conheço. São pessoas abertas e respeitosas com todas as crenças, e que tentam passar apenas o melhor para todos. Mas é uma pena que nem todos enxergam assim. Assim como tenho amigos ateus, que são incrivelmente inteligentes, para debater sobre isso, sem julgar ou zombar do que acredita. Mas grande parte das pessoas, ainda são preconceituosas e descriminam suas crenças, apenas por ser diferente, ou pouco conhecidas da massa. E no final, meu amigo se interessou em saber mais sobre a minha religião, e sobre meus amigos praticantes. Disse que queria ir em um ritual ou reunião, para ver como é.
          
          Estou falando bem por cima mesmo aqui a respeito. Mas acredito que dê para entender minha posição diante da religião. Cada um tem a sua! Cada um tem sua experiência própria! Não vejo a religião de massa o caminho. Mas o autoconhecimento o caminho para todos. Não precisa seguir o que o líder da sua religião diz. Siga o que o faz ser uma pessoa melhor para a sociedade, e principalmente e mais importante, você.

          Não julgue a religião do outro, por apenas não ser a sua, ou não seguir seu deus. Cada um escolhe o melhor caminho para sua jornada, e as pessoas que o acompanham no momento que mais precisa. E antes de julgar o ásatrú, por ser uma religião nórdica, logo viking ou bárbara, leia a respeito dela, você vai ficar totalmente surpreso com o que ela propõem e tudo só depende de você. Só você!


domingo, 19 de janeiro de 2014

Pária



Caminho sem rumo, desejando sempre contigo estar.
Perdido no tempo e espaço, sem rumo.
Procurando um dia voltar.

Veja o tanto que fiz por você, meu amor.
Desejando apenas sua atenção, e quem sabe sua presença nesse lugar.

Ah, como é bom ter você em meu coração!
Sem preocupações de quem está nele.
De quem irá esse lugar ocupar.

Mais um dia se passa, sem que o amor esteja comigo.
Me deixando só! Me deixando sentindo!
Nesse mundo em que me torno um pária.

Em um mundo que sem amor, você é mais um vendido.

Deixo meus passos levando...
Olhando para frente, querendo cruzar novamente com você.
Imaginando que minha honra seja suficiente. Será?
Imaginando que o amor  seja suficiente. Será?
Para assim, minha paz encontrar.

Mas... ele não é!

E assim, nesse mundo sombrio, me torno apenas mais um.
Encarando a carne com meu frio toque, esperando me saciar.
Bebendo o sangue e suor, que o prazer nos dá.

Sem aquele conforto quente, que talvez poderíamos viver.
Onde o coração e alma andam juntos, sem conflito causar.

Ando perdido no mundo, onde o amor e honra não estão presentes.
Me tornando apenas uma sombra, daquilo que poderia dar.

Até o dia, que irei me vingar!


sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Indo embora, sem ao menos lutar



Se perdendo em sentimentos, ela espera o seu amor.
Aquele amor que se foi, para nunca mais voltar.

Sentada, sem palavras, lágrimas ou sonhos.
Perdida em erros que o afastaram.
Erros que o mandaram embora, para nunca mais voltar.

Lá está o amor, que nunca será o mesmo.
Manchado por histórias e mais histórias.
Sem nenhuma verdade, que o fizesse continuar.
Olhando distante ele andando pelo mundo.
Buscando o seu caminho, onde não vão se encontrar.
Vendo de longe o homem que ama, vendo outras no seu lugar.
Sentindo a dor dos erros, sem que ele nunca ouça ela gritar.
Presa em um sentimento, que nenhum outro vai dar.

De longe ela acompanha o seu amor.
Entendendo que seus erros nunca serão arrumados.
Pois o orgulho fala em seu ouvido todos os dias.
Dizendo para ela nunca buscar ser livre...
... nunca o amor realizar.

Ela senta em seu canto observando o tempo passar.
Achando que é o destino, mas na verdade é a coragem...
... que lhe falta, para ser livre e os sonhos conquistar.

Ocupando meu tempo

          Nesses últimos dias, tenho ficado ansioso com a volta de seriados que assisto. E vou falar de dois aqui que ando assistindo e tenho gostado.

Agente Phil Coulson
          O primeiro deles é o Agents of S.H.I.E.L.D.. Para quem não conhece, é uma organização espiã, do universo da Marvel Comics, que luta contra qualquer ação terrorista e de outros para deixar o mundo em paz. E que o núcleo principal da série, gira em torno de uma equipe liberada pelo agente Phillip Coulson. Para quem não lembra, o agente Coulson é aquele espião que aparece em diversos filmes da Marvel Comics, e que no Vingadores acabou "morrendo" nas mãos de Loki.

          O que posso falar da série? Bem, eu já tinha colocado na cabeça, que não teria envolvimento de heróis da Marvel. Seria algo mais de espionagem mesmo, explorando algumas referências de heróis que ainda não apareceram na série ou acontecimentos dos filmes pouco mostrados. Claro que com a quebra dos personagens entre Marvel, Fox e Sony, não sei exatamente o que poderia ser dito, ou mostrado. Acho que só pode usar na série, personagens que estão com a Marvel, e não os que estão com a Sony e Fox. 

Agente John Garret
          Mas voltando para a série não a vejo ruim. A história ainda está muito vaga se ver, onde o verdadeiro inimigo ainda não apareceu. Já teve a participação do Fury na série e logo mais terá do Stan Lee e da lindíssima Jaimie Alexander como Sif. Isso pode dar um fôlego enorme, já que muita gente que curte quadrinhos, ainda não curtiu a série, ou não pegou a pegada dela. Ainda acho totalmente viável explorar o Coulson e seus agentes, do que colocar alguém conhecido. Teve a explicação de como o Coulson sobreviveu no filme dos Vingadores, que eu ainda achei muito nebulosa, não foi bem explicada e isso pode deixar ainda no ar possibilidades. Os agentes da equipe do Coulson não me animaram muito, apesar que parece ter sintonia entre eles. Já li que vai entrar para a equipe o agente John Garret e com certeza as coisas vão ficar explosivas ao extremo com ele perto. E quem sabe com isso se dá o embalo que precisa.

          Ainda torço para que apareça algum herói urbano na série. Como o Motoqueiro Fantasma, Justiceiro e Demolidor estão com a Marvel, sem contar com Punho de ferro, Luke Cage e tantos outros, seriam bem utilizados no seriado. Mas com os seriados do Demolidor chegando na Netflix, se aparecer, será coisa rápida.

          Outra série que tem me chamado bastante a atenção, é Almost Human. Desde que ela foi divulgada, eu senti que seria muito boa a série. Primeiro ela é produzida pelo J.J.Abrams, que fez os últimos Star Trek. E tem o Karl Urban, que é um ator que gosto muito. A série  conta a vida do detetive John Kennex (Karl Urban), que acorda de um coma de quase dois anos, e tem que lidar com a perda do seu grupo e com seu novo parceiro, um androide com sentimentos Dorian (Michael Ealy).

          A série é muito boa, ainda mais sendo uma de ficção científica extremamente bem feita. Desde o primeiro capítulo você mergulha na trama, que consegue passar do começo, meio e fim, tudo que precisa, deixando sempre um gancho para o futuro. A interação entre o John e o androide Dorian está sempre em desenvolvimento, e sempre colocada em teste, já que John nunca foi com a cara dos androides. E cabe a Dorian conquistar sua confiança. Tem o Mackenzie Crook, o pirata que só perdia o olho, na franquia Piratas do Caribe, como o nerd de laboratória Rudy Lom, que cria esses androides.  Minka Kelly como a Valerie, que aos poucos vem dando lampejos de uma possível relação com John. Michael Irby como Richard Paul, outro detetive que sempre bate de frente com o John, mas no final lutam pelo mesmo objetivo, no comando da capitã Maldonado (Lili Taylor). Essa série tem realmente me deixado bem animado, esperando o próximo capítulo. Perfeita a série!

Richar Paul, Valerie Stahl, Dorian, John Kennex, Maldonado e Rudy Lom.
          Enquanto espero a volta do Game of Thrones e Walking Dead, fico me divertindo muito, com esses dois ótimos seriados. E vocês, tem assistido algum seriado no momento?

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Os chatos das redes sociais

"Mano, como que faz para bloquear postagem das pessoas? Tem uns caras que passaram do limite aqui!"

          E estamos aqui novamente em mais uma conversa de amigos. Acho até divertido isso, por que é um escape para dizer sobre diversas coisas e que acho que não teriam espaço aqui no blog. E conversando com um ele veio pedir um help, por que tinha pessoas perturbando demais ele, com postagem de religião, animais mortos, política e diversas outras coisas mais. Bem, assim como ele, eu não ligo se a pessoa posta x ou y. A questão é o quanto ela de certo ponto perturba você com as postagens. Tem pessoas no meu face, que postam em minutos umas 20 fotos de autoajuda. Sem contar as religiosas que ficam postando a cada segundo que foram da cozinha, para o quarto, por que Deus é o melhor. Ou por que quis... caramba, eu respeito sua necessidade de ler seus textos de autoajuda, ou agradecer para seu deus o que conquista. Mas toda hora? Dá um tempo né!

          Eu até expliquei para ele os passos para arrumar e bloquear as pessoas que ele tava de saco cheio. E nem tiro a razão dele. Eu acho que cada um tem seu direito nas redes sociais, claro respeitando as leis delas. Mas tem uns caras que abusam demais. Estão no direito deles, mas tem que ter um pouco se semancol sabe. Alguns dizem para simplesmente deletar, e outras postam mais ainda. É complicado você querer seu direito, onde está o direito dos outros.

"E o pior que eu já vi gifs animados no google + "

          Dai ele veio falando que até o google + está sendo invadida por esse tipo de pessoa. Eu lembro do orkut, por que foi a primeira rede social que realmente entrei. E no começo era uma maravilha, respeitando suas leis e privacidade das pessoas. Mas dai foi mudando. Ela começou a expandir para o público possibilidades e ai que mora o perigo. Gifs animados, letras piscantes e tantas outras merdas, que simplesmente acabaram com o orkut. As pessoas tem um certo ar de chamar a atenção. Querer se destacar em uma postagem. Ser a especial. E com isso faz essas merdas em escala maior e maior. Claro que não vou generalizar, mas as que faziam isso, me deixava puto da vida quando ia ler os recados. Chegou em um ponto que eu simplesmente apagava todos os gifs e gifs animados que mandavam, até chegar no tolerância zero, que foi apagar tudo que mandavam. O orkut se tornou praticamente uma terra de ninguém e para mim ele morreu nesse dia.

          E com a saída do orkut, comecei a me dedicar mais no facebook. Já tinha ele, quando tinha o orkut, mas nem ligava muito. Quando comecei a usar ele para valer, eu me senti em outro mundo. Totalmente organizado. Com pessoas se respeitando. Nada de putaria de gifs. Me senti no paraíso quando entrei. E conversando com meu amigo, chegamos a conclusão que o facebook está praticamente no mesmo rumo do orkut. A única coisa que realmente está separando os dois, é a opção de bloquear notificação das pessoas. Eu tenho mais da metade dos meus amigos bloqueados, por que só mandam idiotices, poluindo toda a timeline. Bem, não sou um exemplo de inteligência, ou de postar coisas que todos adoram. Mas não fico entupindo a  timeline de ninguém. Sabe, eu tenho acho que bom senso... tenho noção que cuspir a cada minuto algo, incomoda as pessoas. E isso está chegando no google +

          Google + é uma rede social praticamente estranha para mim. Desde que foi criada, eu uso, mas nunca usei mesmo ela. Não me entendo muito bem com ela, e talvez por isso que a grande massa não tenha ido para ela também. Isso até me agrada, por que ela te dá condições de usar da maneira que quiser, sem ser incomodado. Mas pelo que meu amigo mostrou, já começou a aparecer gifs animados, e ai que começa toda a merda. É como falei, acredito que todos tenham direito de postar o que quer, desde que não abuse. O foda é como saber que está abusando ou não.

          É meio como meu amigo falou, se quer fazer merda, crie uma página só sua, que você pode fazer o que quiser e só lê ou vê quem entrar. Não sei se é preciso ser tão radical, mas que devia ter um bom senso de todas as partes. Grande parte das redes sociais dão condições de você simplesmente bloquear e ficar livre disso, mas e as que não podem? Aqui por exemplo, entra quem quer e lê as besteiras que escrevo. Se não gostam, não voltam mais. Isso que é o que precisa ter, opção. Se não quer, mude ou use as ferramentas que permite mudar. Ou aceite isso. É tudo questão de escolha. 

Lenneth



Assim ela desce da morada dourada, buscando os caídos em combate.
Com sua espada e lança em mãos, ela voa buscando o seu silêncio.

Ela não teme o medo, e muito menos o sangue derramado.
Ela espera os abutres chegarem, para a carne dos mortos devorar.
Olhando um por um dos sem vida, escolhendo quem com ela irá morar.

Honre teu nome, guerreiro.
Pois só assim para ti, ela irá sorrir quando encontrar.
Levando para o grande salão em Valhalla ela vai, 
esperando o fim do mundo para a guerra lutar.

Pinte seu rosto de vermelho.
Deixe a justiça na guerra triunfar.
Balance a bandeira. Grite seu nome.
Corte suas cabeças, para seu deus agradar.
Deixe o aço o caminho trilhar.
Para ter teu nome na lista, quando ela chegar.

Corte as linhas! Atravesse seus corações!
Sacrifique-os por seus pecados.
Deixando a espada chorar.

Fazendo ela cantar uma última canção, antes de silenciar.

Ela está entre nós, escolhendo os dignos entre muitos.
Esperando levar aqueles, para einherjars assim se tornarem.
Esperando o ciclo da vida acabar, para tudo outra vez começar.

Quem devo pegar, pai de todos?


terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Conversa com amigos


"Nunca saberemos a verdade"

          Conversando hoje com uma amiga, eu sempre demorei para pegar os pequenos detalhes das coisas que me interessam. Mas falando com ela, percebi que talvez nunca tenha conhecido uma lasca da verdade. Ou da situação toda que eu estava me metendo.

          É estranho você ver isso agora! Querer uma vida inteira, com algo que você nunca de verdade conheceu. Ou soube a respeito. Por que saber pequenas coisas, não são peças para se montar um quebra-cabeça. Ou desvendar um enigma. Precisa ir juntando as coisas, montando delicadamente cada parte obtida. Para no final você conseguir ler o que você tanto quer.

" Só se você for lá e nos desvendar esse mistério."

          Mas o tempo passando, meio nessa reclusão obrigatória, meio que a vontade de ter essas peças foi acabando. E isso não faz mais sentido... talvez nunca tivesse feito. E é até engraçado pensar assim, depois de tanta coisa que tentei. Fica meio que tempo perdido, ou simplesmente idiotice da minha parte. Porém, vendo a trajetória toda dessa história, posso dizer que nem foi idiotice da minha parte, por que existiu algo forte e sincero. E como a vida não é sempre o melhor, terminou do jeito que foi.

          Para que buscar peças, de um quebra-cabeça que nem quero mais completar?
          
          Eu gosto de pensar e falar sobre assuntos que tive experiência de viver. E mesmo falando que o passado está destruído e vida nova, ano novo, é importante você aprender com seus acertos e erros. Isso tem que sempre ficar conosco, a situação que você viveu. Não preciso de nomes ou pessoas nela, por que isso não importa no presente e futuro. Mas o que aconteceu sim! E vendo todo o histórico, posso dizer que antes fazia sentido, pelo que queria. Agora não faz mais. Talvez por que não me acrescentaria nada no presente e nem no meu futuro. E mesmo querendo sempre saber a verdade, não sinto falta dessa na minha vida.

          O importante é o que está presente com você! O que você vai carregar de agora em diante. Não as pedras que machucaram seus pés nesse caminho. Coisas boas ficam sempre. Mas tem coisas boas que você pode apagar da sua vida, que um dia você vai viver elas novamente. E conversando com essa amiga, ela me disse que sempre me falou a respeito dessas coisas e nunca ouvia. Eu dei minha explicação para ela, mas ela não importa aqui agora. Quem sabe no futuro.

          O que aprendi é que existem coisas que podemos deixar para trás, mesmo que elas tenham sido boas para você. Por que olhando adiante, você vai achar alguém para sentir elas de novo. E assim estimular você a montar o quebra-cabeças outra vez.

          Felicidade é a peça principal! As outras, deixa o tempo mostrar o que fazer.

domingo, 12 de janeiro de 2014

Limite



Lá vem ela, sem rumo.
Apenas olhando, a próxima vítima que vai pegar.
Sem mostrar de onde veio, apenas dizendo ser de outro lugar.
Olhando escondida, escolhendo o próximo, que vai se deitar.

Venha... venha com seu fogo. Venha!

Ela caminha pelas sombras, onde ninguém pode achar.
Deixando o vento levando, sem ninguém sentir ou cheirar.
Dançando sem amor, até onde a coleira vai deixar.
Presa em seu mundo, que ela julga estar fadada a aceitar.

Dance... dance açúcar negro. Dance!

Sem amor pelo próximo, ela começa a rodar.
Desrespeitando os sentimentos, com seus pés ela vai chutar.
Escolhendo aquele homem, que ela vai brincar.
Girando, ela contorna sua vítima.
Exalando aquele perfume, que faz o homem ajoelhar.

Gire... gire meu amor. Gire!
Mostre para todos, a doçura que expressa ao olhar.
Gire... gire meu amor. Gire!
Saciando seus desejos, sem ninguém questionar.
Tocando seus corpos, tentando todos a provar.

Passando novamente, o que quer, em primeiro lugar.

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Posses



O sangue é a lei, onde sua presença impera.
E essa é a vida que ela consome, deixando nenhuma jornada continuar.
Algemem esses homens, que acham que pode com o amor a conquistar.
Deixando em suas mãos a vida deles, sem ao menos importar.

Ela se alimenta de cada uma das presenças
E das atenções, que os enganados vão dar.

Amem! Amem a falsa promessa!
Amem, deixando cada pedaço dos seus sonhos, para ela usar.
Deixando a pura dama, assoprar para onde nunca vão alcançar.

Amem! Amem essa doce mulher!
Iluminando os cantos, desse demônio da noite.
Que vai deixando as pessoas felizes, com seu jeito de encantar.
Nessa loucura que dentro de ti devora
deixando os outros surdos no silêncio, até você os matar.

Enjaulando cada amor em ti depositado.
Para seu ego nunca murchar.

Deixando assim, nenhum amor liberto, para nunca mais voar.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Faces



Coroando sua bondade, ela veio.
Encantando com palavras e seu lindo sorriso.

Me ajoelho diante da perfeição, desejando ter em meus braços.
Sentir seu toque! Sentir em meu ouvido seus sussurros.
Deixando sua mão acariciar meu coração.
Acompanhando as batidas sem negação.

Ah, doce dama que apareceu do nada em minha vida.
Olho em teus olhos e vejo a vida que tanto procuro ter.
E me sinto protegido e amado...

Mas veja bem por onde anda!
Nem tudo é o que vemos...

Óh, bruxa das sombras!
Fuja! Sem olhar para trás.

Não deixe ela apertar seu coração, como uma fruta podre!
Não deixe seus sentimentos abertos, para ela usá-los e rasgá-los!
Não deixe ela sugar sua vida, seu tempo, o prendendo em sonhos!
Corra! E esqueça a luz que brilhou nessa escuridão!

Corte sua cabeça!

E sinta a vida novamente possuir seu corpo.
E seus sonhos novamente seguros em sua alma.
Onde nenhuma outra possa entrar.

Onde nenhuma outra possa atingir.
Aquela busca, que todos querem para amar.

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

2014

Feliz ano novo galera que visita esse blog meio deserto!

Eu estive pensando aqui, enquanto acabava com as bebidas da geladeira (saque, cerveja, vinho, mais cerveja e ai vai) e decidi começar esse ano diferente! Como meus irmãos não ficam aqui para o ano novo, praticamente nem comemoramos. Então pensei em chutar a porra do balde longe e começar bebendo todas. Assim começo o ano esquecendo todas as merdas de aconteceram em 2013, deixando minha mente totalmente vazia para 2014.

Tenho que começar 2014 direito. Tá na hora de começar direito algum ano né. E tenho coisas em mente. O que falta nessa maldita pessoa, é iniciativa. Sabe quando você tem um monte de coisas em mente... mas para que funcionem falta uma coisa só. Hum... acho que já falei sobre algo assim aqui no blog! Bem... esquecer 2013 para começar 2014. Se falei, ficou para trás e fica o agora. Está na hora de conhecer pessoas novas (já estou fazendo isso perfeitamente) e apagar pessoas que não me acrescentam merda nenhuma (sim, estou meio alegre, e não vou medir as palavras nesse post).

Então... cansei de falar!

Feliz ano novo para todos! E que todas as coisas escritas na foto, se realizem para vocês! Abraços e beijos para todos.