quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Lenneth



Assim ela desce da morada dourada, buscando os caídos em combate.
Com sua espada e lança em mãos, ela voa buscando o seu silêncio.

Ela não teme o medo, e muito menos o sangue derramado.
Ela espera os abutres chegarem, para a carne dos mortos devorar.
Olhando um por um dos sem vida, escolhendo quem com ela irá morar.

Honre teu nome, guerreiro.
Pois só assim para ti, ela irá sorrir quando encontrar.
Levando para o grande salão em Valhalla ela vai, 
esperando o fim do mundo para a guerra lutar.

Pinte seu rosto de vermelho.
Deixe a justiça na guerra triunfar.
Balance a bandeira. Grite seu nome.
Corte suas cabeças, para seu deus agradar.
Deixe o aço o caminho trilhar.
Para ter teu nome na lista, quando ela chegar.

Corte as linhas! Atravesse seus corações!
Sacrifique-os por seus pecados.
Deixando a espada chorar.

Fazendo ela cantar uma última canção, antes de silenciar.

Ela está entre nós, escolhendo os dignos entre muitos.
Esperando levar aqueles, para einherjars assim se tornarem.
Esperando o ciclo da vida acabar, para tudo outra vez começar.

Quem devo pegar, pai de todos?


Nenhum comentário:

Postar um comentário