domingo, 9 de fevereiro de 2014

Humano

          Atualmente ando questionando muitas coisas que eram bem firmes, no que acredito. E vejo como as pessoas são maleáveis nas escolhas. Ainda não entendo o por que de tantas pessoas aceitarem o que jogam na nossa frente. Ou como pessoas aceitam o que familiares decidem, apenas para não quebrar a lei imposta no lugar. Vejo tantas coisas em noticiários que são contra o senso humano, mas que atualmente as pessoas aceitam, por estar acuadas nesse mundo que se torna mais violento, mais selvagem. A verdade que o ser humano aceita muitas coisas contra sua vontade, para sobreviver. Se sentir seguro ou aceito. E esquecem do que são, do que sentem. Isso nos leva a uma fase de submissão global e grande parte nem está vendo isso acontecendo. Estamos viciados em tecnologia, dependendo delas para tudo hoje em dia, que quando acontece algo, não sabemos o que fazer. As pessoas ditam regras, tv, jornal, livros e aceitam para não ficarem deslocados no meio. Por mais bobo que seja, eu me sinto perdido nessa era atual. Muita coisa não faz sentido! Muitas leis não são justas de verdade! Vejo pessoas defendendo pessoas que praticam atrocidades. Fazem doações para salvá-los de uma punição. E isso se torna tão normal. Pessoas matam por motivos dos mais estúpidos possíveis. A educação se perdendo aos poucos com essa juventude que acha que sabe tudo, pode tudo. Manifestações que não sabem realmente pelo que lutam. Apenas querem se impor contra quem domina. É certo isso? Lutar pela liberdade e direitos é nesse caminho que devemos seguir? Tanto ódio de ambas as partes. Violência justificada para o bem dos dois lados. Não vejo necessidade para isso! Mas sinto que algo tem que ser feito, por que estamos totalmente de joelhos para as escolhas dos outros. Aceitando as leis, mesmo que elas nos destrua.
          Acho que devia parar de assistir animes! Eles fazem questionar muito as coisas que nós humanos causamos para nós mesmos. Mostram como somos peões nesse enorme tabuleiro, explicando exatamente como reagimos diante de determinada situação. Lógico que como humanos, não pensamos exatamente a mesma coisa sempre, e muitas situações podem ser diferente para outros. Mas essa ânsia pela sobrevivência. Pela proteção de quem amamos. Faz qualquer um tomar medidas que fogem do que acredita, ou foi ensinado. Estamos sempre sendo postos em decisões difíceis, que deixam você no limite do que você acha certo e o que não acha. Pisamos constantemente nesse limite, lutando para se manter firme. Lutando para que as coisas melhorem. Uns ficam no muro a vida toda, esperando que os outros tomem decisões por elas. E engolem o que tem de mais bonito seco, sem dizer nenhuma palavra.
          Vejo amigos aceitando a violência como solução. E mesmo conhecendo eles, que não são pessoas más, tento entender como o limite cansa as pessoas. Eu muitas vezes desejo que tenha pena de morte. Falo que é bem feito quando alguém comete um crime e dança. Por que acredito que a justiça tenha que ser feita. Mas não desejo que cheguemos tão longe para cumpri-las. Eu mesmo muitas vezes concordo com coisas que eles falam, mas por dentro fico indignado como o ser humano pode desejar isso do outro. E vejo que isso é um problema da nossa raça mesmo. Desde que nos conhecemos por gente, causamos atritos, manipulações, discórdia, guerras. E grande parte delas, é por acreditar em outra pessoa. Por lutar pela paz. Nunca vi uma luta pela paz matar tantos e até agora não ter solução. Vejo hoje em dia no mundo inteiro, pessoas de diversos países lutando suas guerras civis por melhoras, mas sacrificando tanto por isso. Grande parte acha correto a morte de poucos, para o bem geral. Assim como acontece no Brasil. Muitos acham correto destruir o que não é seu. Agredir. Matar. Violência extrema, para o bem da nação.
          Viver com medo de ser feliz, é viver pela metade... infelizmente essa frase é tão verdadeira. Desejos. Sonhos. Amor. Felicidade. Jogado fora por muitos, que escolhem caminhos tão nebulosos. Aceitam o destino. Aceitam o material que vai ganhar. Aceitam o status que vai crescer. E no final, o que eles mais desejavam não é alcançado e vivem uma vida que na verdade nunca quiseram.Ah, fico tão feliz de ter amigos que conversam sobre tantos assuntos. Sobre tantas ações do ser humano e que se tornam tão únicas quando vemos. Que nos mostra como aceitamos tanta coisa que não queremos sem questionar. E quando vamos questionar, agimos muitas vezes como o que queremos ser contra. Será que somos diferentes deles no final de tudo? Como disse no anime que acabei de assistir... um dono brinca com uma bola com o seu cão. Você é o dono ou o cão? Atualmente o ser humano anda se comportando muito como a bola, que aceita ordens de qualquer lado, sem questionar. Sem lutar pelo que acredita. Submisso a desejos e caprichos dos outros. Deixando de ser feliz... deixando de amar... de sonhar... de desejar...

          É... acho que estou voltando a ser como era. Questionando as coisas que não são o que acredito ser certas e justas...

2 comentários:

  1. Texto perfeito! Sobre o Brasil, um pais que só tem direitos e ignora os deveres só tende a piorar, infelizmente! Quanto aos teus questionamentos estarem de volta, é otimo! Ser fiel aos nossos sentimentos e opiniões é uma prova de carater. Eu me orgulho de ter uma amigo com a alma tão transparente. Já quem não tem personalidade e vive na indecisão, com certeza irá colher o que hoje está plantando...Mas a colheita sempre é obrigatória! beijos iluminados

    ResponderExcluir
  2. Nunca fui uma pessoa de aceitar as "verdades" que me jogam na cara. Não por que sou do contra, mas muitas dessas verdades serem mentiras para esconder o que realmente acontece. E muitas aceitam tão facilmente as coisas, sem ao menos querer... me espanta muito para onde a vida está levando a todos. E ninguém quer mudar ou ver.

    ResponderExcluir