quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

O que os olhos veem

          Hoje assisti o episódio novo do Almost Human. E falou de um tema que geralmente comento por aqui. Amor.
          A história do episódio 12 mostrou assassinatos ocorrendo, onde suas vítimas era cromos (seres perfeitos). Nisso começamos a ver a Valerie que é um cromo, interagindo com outros da mesma "espécie" para tentar se achar ou se colocar nesse mundo. E John e Dorian correndo atrás do assassino. Que estava se modificando, roubando partes dos rostos das vítimas, para ficar bonito e agradar a pessoa que ama.
          
(SPOILER, continua se quiser)

          Mas o que pegou é que a pessoa que amava ele, era cega e tudo que ele fez; todos esses crimes cometidos, não adiantou em nada. Por que a moça era apaixonada pelo interior, pelo que ele era. E ele destruiu isso pelo externo, por achar que ela se importaria mais com a beleza dele, do que ele era por dentro. E quando descobriu isso, viu que existe sim pessoas que se interessam pelo que você é por dentro e decidiu se matar por tudo que acabou fazendo.

          Vejo isso acontecendo muitas vezes. Algumas comigo. As pessoas desejam tanto uma pessoa legal. Inteligente. Humorada. Carismática. Amiga. E tantas outras coisas, mas para muitos, o importante é a beleza externa. Eu não serei hipócrita, e digo que procuro pessoas que tenham a beleza externa que desejo. Mas dizer que ela vai ou não realmente estar comigo, depende de outros fatores, que são da sua personalidade. Não acho ruim as pessoas se interessarem pela beleza física, mas manter isso, apenas isso, acho muito vazio.
          E o que vi nesse episódio e que as pessoas se preocupam muito, é que a beleza conquista. Que abre todas as portas que você deseja. E não importa os meios que você atinja isso, você vai lá e faz. Não é pela sua saúde que você busca. Não é para se sentir melhor. É muitas vezes pelo ego, pela aceitação. Por que atualmente as pessoas são seletivas. Acredito que sempre foram. E honestamente não é algo ruim isso! Eu mesmo procuro ter contato com pessoas que tenham interesses próximos ao meu. Eu não vejo problemas em ter amigos com gostos diferentes. Acho isso até interessante no ponto de vista de aprender. Se quero ter uma opinião até sobre os meus gostos, preciso ver os dois lados para poder escolher. O que é a beleza externa? Será que o meu gosto é o padrão da sociedade? Existe casos de amigos meus, de serem totalmente ignorados e outra amigo mais atraente ser aceito facilmente. E esse amigo rejeito ser um cara bem mais legal e interessante pelas coisas que ele sabia, do que o outro mais bonito.
          Estou vendo isso no ask! Gostei de pegar ele como referência, por que você realmente enxerga muita coisa acontecendo, que as pessoas simplesmente aceitam ou deixam passar. Mas no ask, você vê pessoas lindas todas cheias de fãs, curtidas e declarações amor, mas sem nenhum conteúdo! Perguntas interessantes sendo perguntadas e uma total falta de vontade ao respondê-las.  E vai ver, um "sei lá" ou "eu vou saber" tem mais de 100 curtidas, do que outra pessoa que respondeu realmente a mesma pergunta e tem 10 curtidas. O lindo, o descolado é realmente o padrão certo para hoje em dia. Essas mesmas pessoas que curtiram essas respostas sem sentido, iriam se relacionar com esse tipo? Parece que as pessoas querem algo mais, mas procuram se basear nas regras da sociedade ou do seu grupo de amigos.
          Está certo que o episódio foi quase um "quem vê cara, não vê coração" colocando a mulher cega. Será que se ela enxergasse, ela realmente continuaria falando com ele daquela maneira que falava? Ou iria aceitar ele da forma que era? E ela escondeu que era cega dele, até o encontro, por medo de rejeição! Não sou culpado por ser feio! Ser cego! Gordo! Anão! Não tem motivos de rejeição, se eu posso ser interessante por tudo que sei ou sou. Não precisa trocar pelo cara descolado ou bonitão que tem nem 1/5 do que tenho de qualidades.
          Mas sabe o que mais dói! Tudo, mas tudo que foi dito agora, é questão de gosto! Muitos irão achar que ela está ignorando. Que ele te acha feia. Mas é questão de gosto! Não acho certo a pessoa simplesmente ignorar outra, por ela não fazer o tipo que interessa a ela. Isso acho uma tremenda falta de caráter. Eu falo com todos, não importa o que seja. Eu tenho minha opinião e gosto formado. Isso não vai mudar. Mas não me impede de conhecer pessoas diferentes. Eu entendo esse tipo de pessoas, por que ser ignorado e rejeitado já aconteceu muito comigo. E por ser nada descolado, ser completamente colocado de lado.
          As máscaras são usadas para uma falsa felicidade. Achando que ignorar outras pessoas e ser aceita por outras é incrível. É um passo a mais. Se sentir desejada por muitos, mas no final, querem apenas a beleza que você quer mostrar, e não o que realmente é. As máscaras sempre caem, e essa beleza um dia se vai. E depois, o que vc vai fazer?
       

2 comentários:

  1. Pensei, pensei e pensei...
    Todas as coisas q eu fosse escrever aqui para comentar teu texto iriam formar um outro que agregaria ainda mais exemplos a favor da tua opinião!
    Então, com a minha experiencia neste assunto, deixo apenas esta frase famosa:
    "Seja essência e não aparência"

    Ps.: Mesmo que a "aparência" seja a preferência!

    Beijos iluminados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo que for dito, é para acrescentar mais e mais. E acho importante! Pode falar o que quiser rs

      Aparência é importante, mas não é o que vai mover o coração! Viver de momento, só faz a pessoa morrer no tempo.

      Excluir