domingo, 16 de fevereiro de 2014

Zetsuen No Tempest

          Mais um anime completo. E esse posso dizer que gostei bastante. Não pelos fatores básicos que geralmente me atraem (violência, lutas, mulheres, história boas), mas por uma pitada bem inusitada de algo que adoro muito, mas praticamente não se vê nos animes atuais: Shakespeare.

          E que sempre vejo atualmente, é uma enorme discriminação dos intelectuais da net, em relação a quadrinhos, mangás e animes. Acham as coisas muito infantis, muitas vezes pela exploração dos fatores que comentei agora pouco nas linhas acima. Mas a realidade que cada história, cada anime, tem um potencial monstruoso de ser tão bom quanto um livro que você vá ler. A inocência das histórias de antigamente, atualmente são substituídas por histórias complexas, muito bem tramadas, que se você pegar cada momento delas, cada personagem, você nota profundidade, como se tivesse lendo um livro. Não digo que Zetsuen no Tempest seja um caso brilhante de uma história para pegar como exemplo. Mas se você se aprofundar em cada um dos personagens, você enxerga tanto conteúdo, quanto o que as páginas de um livro possam mostrar.
Hazake Kurasibe, Yoshino Takigawa, Mahiro Fuwa e Aika Fuwa.
          A história desse anime gira em torno de Mahiro Fuwa, um adolescente cuja a irmã foi misteriosamente assassinada um ano antes, e seu amigo Yoshino Takigawa. Mahiro é contratado po Hakaze Kusaribe, líder do clã Kusaribe que ficou presa em uma ilha deserta desconhecida por seus seguidores. Mahiro concorda em ajudar Hakaze em troca da sua ajuda para descobrir o culpa pela morte de sua irmã. Ao saber das intenções do amigo, Yoshino se junta a ele em uma busca para enfrentar o clã Kusaribe que tem a intenção de despertar a "Árvore do Êxodo", cujo poder pode trazer a ruína para o mundo inteiro.

          Bem, a primeira coisa que posso dizer, é que esse anime, a trama muda praticamente a cada capítulo. Inimigo e aliado praticamente não existe. A vontade de cada um gira de forma violenta e reviravoltas tem direto. Alguns diálogos e a própria essência de alguns personagens focam muito nas obras de Shakespeare. Hamlet e A Tempestade, que são duas obras de vingança são bastante reparadas nos personagens. Embora o resultado final das duas obras sejam totalmente o oposto, o caminho delas é movido pelo mesmo sentimento. A busca irrefreável da vingança a qualquer custo de Mahiro, ou calmaria para vencer sua dor e virar a maré da situação de Yoshino, para deixar as coisas ao seu favor. Gostei demais essa mistura feita pelo autor Kyo Shirodaira.

          O que me deixou também bem focado é que no meio dessa guerra sobrenatural da "Árvore do Gênesis" e a "Árvore do Êxodo", cada um tem seu papel como se fosse realmente personagens dessas obras. E tudo que acontece na história gira em torno de uma pessoa apenas, não interessando o caminho que eles tomam, que é a irmã de Mahiro. Não posso dar spoilers por que perde a graça para quem vai ler ou assistir, mas a trama muda toda a hora como o vento. Uma hora a favor de um, outra a favor de outro personagem. E isso que é interessante, por que o plano de fundo é dramático e romântico, ofuscando até a guerra que acontece.

          Vale a pena assistir, ainda mais para quem quiser apagar essa impressão besta de anime, quadrinhos e mangá serem coisa de criança. Existe muita coisa boa para procurar, basta ter vontade de achar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário