sábado, 18 de outubro de 2014

Ao meu lado, em silêncio!



Estou cercado nesse mundo que vivo.
De pessoas que tentam se aproximar por carinho.
Olho em seus olhos que anseiam amor e abrigo.
E o que vejo é apenas o tempo perdido.

Vejo a carência em seus gestos, nas suas palavras.
E nada adianta perante a mim.

Tolos!

Avanço sem dó ou remorso pelo campo.
Esmagando todos que param em meu caminho.
Deixando uma única coisa sendo ouvida por todos...
...os ossos quebrando do inimigo!

Todos... morrendo nesse dia.
Caindo por tentarem algo que eu não queria.

Por que tentam tanto mudar meu destino?

Grito pelos meus deuses! Pego minhas armas e luto!
Por um lugar onde quero apenas ficar sozinho!
Derrubando um por um pela minha liberdade.

Que posso escolher...
Sozinho... como ele quer...
... sempre!

Fique ao meu lado quem entende isso!
E em silêncio mataremos todos os inimigos.
Deixando apenas a presença um do outro explicar.
O que as palavras cansaram de tentar.

Este sou eu, coisa boa não é!
Este sou eu, o que posso fazer?




Nenhum comentário:

Postar um comentário